Alfa – A Primeira Ordem já está no Catarse

blog-abreAnunciado desde meados de 2016, o álbum Alfa – A Primeira Ordem começa a tomar forma e inicia a captação de recursos no site Catarse. Acessando o link do projeto, o colaborador pode escolher a melhor opção de apoio, entre as várias disponíveis com valores que vão de 20 a 500 reais. Dependendo do pacote escolhido, há uma série de brindes diferenciados, tais como revista autografada, pôsteres e artes exclusivas, revistas impressas e digitais dos heróis da liga.

Alfa trará uma reunião de heróis nacionais

Alfa trará uma reunião de heróis nacionais

Uma novidade interessante é que os pacotes são nomeados de acordo com sites parceiros. O blog Raio X é um deles, que representa um valor popular (R$ 35,00) e garante a revista autografada, nome do colaborador nos agradecimentos e frete grátis no envio para todo Brasil. O Pacote Raio X conta com 100 apoios disponíveis, dos quais, até o momento, 23 já foram comprados. Para imprimir a revista é necessária uma meta de R$ 20 mil até o dia 21 de abril. Esse montante inclui impressão (25%), produção, pagamento dos artistas e direitos dos personagens (33,3%), logística de entrega e emissão de brindes (28,7%) e taxa do Catarse (13%). A previsão de lançamento do álbum é agosto/2017.

Elenildo Lopes é o criador do projeto.

Elenildo Lopes é o criador do projeto.

Segundo Elenildo Lopes, responsável pelo projeto, para representar o pacote Raio X foi escolhido o herói Blenq, criação de Rod Gonzalez, porque “é a cara do nosso blog”. “Blenq é um herói que vive na Amazônia e ama a natureza”, explicou, considerando que nosso blog tem essa característica social e moralmente correta. O autor esclarece que o álbum teve uma pequena alteração com relação à sua ideia original e foi dividido em duas partes para não exigir demais do colaborador: “O plano era fazer apenas uma edição, mas como isso exigiria um valor maior, decidimos dividir o projeto em duas partes, para não onerar demais os colaboradores. Assim, todo mundo pode colaborar com um valor menor”, explica.

Capitão 7 encabeça a lista de heróis clássicos que estarão na HQ.

Capitão 7 encabeça a lista de heróis clássicos que estarão na HQ.

No entanto, isso não significa que a segunda parte da história terá, necessariamente, outra campanha. Lopes diz que tudo dependerá do valor arrecadado nesta fase: “Se atingirmos um valor superior à meta, a ideia é aumentar as páginas da revista ou, quem sabe, já nem lançar a campanha para o segundo volume”.  O álbum Alfa – A Primeira Ordem terá 52 páginas, formato 16 cm X 25 cm (pouco menor que o formato americano) e impressão colorida em papel couché brilho 115g. O detalhe importante é que a história contará com a participação de mais de 20 super-heróis brasileiros, incluindo clássicos como Capitão 7 (o primeiro super-herói nacional), Raio Negro, Homem-Lua, Capitão Gralha e Flama.

Esse é o vilão da história. Intimidador, não? :-O

Esse é o vilão da história. Intimidador, não? :-O

Na trama, um enorme caos se instalou no País após a invasão alienígena mostrada no álbum Protocolo – A Ordem e os heróis como Capitão R.E.D., Lagarto Negro, Jaguara, Jou Ventania e Velta procuram soluções e respostas para apresentar à população. Ao mesmo tempo, o vilão Aeris, um antigo inimigo dos heróis da Era de Ouro como Capitão 7 e seus amigos, ameaça ressurgir em nossos dias, obrigando a união dos clássicos personagens com a equipe atual, formando a liga Alfa – A Primeira Ordem.

Sketch do herói Flama, no lápis de Márcio Abreu

Sketch do herói Flama, no lápis de Márcio Abreu

Imagens desses personagens na belíssima arte de Márcio Abreu já estão sendo divulgadas, o que garante que a HQ será de encher os olhos. Considerando que o roteiro será escrito por Gian Danton, outro gigante das HQs nacionais, e que o projeto anterior foi premiado este ano com o Troféu Ângelo Agostini na categoria de Melhor Lançamento Independente, só dá para esperar um material de primeira. O blog Raio X torce pelo sucesso da HQ e agradece a parceria nesse processo.  Para colaborar com o projeto pelo Pacote Raio X, clique aqui.

 

Leituras da Semana – Fevereiro (3)

blog-logo-leituras3Na semana de 12 a 18 de fevereiro, as atuais revistas da Totalmente Nova Marvel e alguns encadernados atrasados.

Homem de Ferro e sua nova armadura sem boca em aventuras descoladas

Homem de Ferro e sua nova armadura sem boca em aventuras descoladas

Homem de Ferro 2 (jan/2017) – Ao mesmo tempo em que continua sua caçada à Madame Máscara, agora envolvida com magia, o Homem de Ferro testa as novas habilidades de sua atual armadura, pede ajuda ao Dr. Estranho, tem que lidar com um grupo de ninjas, visita um orfanado e recebe ajuda do Dr. Destino durante um ataque na boate de Mary Jane. Tudo isso em duas histórias. As HQs são dinâmicas, texto leve, gostosa de ler.

Peter Parker percebe que grandes poderes trazem grandes problemas.

Peter Parker percebe que grandes poderes trazem grandes problemas.

O Espetacular Homem-Aranha 3 (jan/2017) – O bacana das histórias em quadrinhos de super-heróis é quando mostram que, mesmo com poderes extraordinários, nem sempre o herói vence. Nisso, o Homem-Aranha é hors-concours. Acostumado a ver seus entes queridos morrendo e sua vida desmoronar e recomeçar a cada novo dia, o aracnídeo conquistou uma legião de fãs que se identificam com essa vida injusta que é de todos nós. Nesta edição, o agora milionário Peter Parker instala uma fonte de energia sustentável numa vila pobre na África, mas percebe que os interesses econômicos podem ser mais invencíveis do que um supervilão assassino. E o Homem-Aranha II (chamarei assim o Homem-Aranha de Miles Morales) enfrenta uma ameaça implacável: sua avó.

A gênese do Monstro do Pântano em sete histórias sombrias.

A gênese do Monstro do Pântano em sete histórias sombrias.

Monstro do Pântano: Raízes – Vol. 2 (dez/2016) – Este segundo volume conclui a participação do roteirista e criador do Monstro do Pântano, Len Wein, no título do personagem. São sete histórias – uma delas com a participação do Batman – que trabalha muito bem o clima sombrio e de terror que as histórias da criatura tentavam imprimir naquela época. Monstros bizarros, seres sobrenaturais, alienígenas… histórias que mexem com o psicológico (naquela época, porque atualmente, são risíveis!), mas com a cara dos quadrinhos de super-herói. Bem legal.

Simplesmente divertida

Simplesmente divertida

Guardiões da Galáxia 2 (jan/2017) – Pensa no Groot contando uma história. Pois é o que acontece nesta edição. Entre as várias entonações de “Eu sou Groot”, o herói arbóreo (ou seja lá como se chamaria uma criatura assim) conta os fatos que o levaram a procurar seu amigo Rocky, dado como morto. O clima bem humorado da história é a marca registrada deste título, que também tem a história solo de Drax na mesma sintonia – quer um exemplo? Tomar cerveja com Terrax, o Dominador num bar intergaláctico até ambos ficarem bêbados – e os Guardiões da Galáxia lidando com Hala, uma kree muito brava porque seu planeta foi destruído. Uma revista bem leve e gostosa de ler, que, efetivamente, não tem histórias muito relevantes para efeitos de cronologia, mas que, ao menos, garantem um sorriso nos lábios.

Aventuras genéricas, bobinhas... e nostálgicas.

Aventuras genéricas, bobinhas… e nostálgicas.

Coleção Oficial de Graphic Novels Salvat – O Invencível Homem de Ferro: O Início do Fim – Ed. XVII (dez/2016) – Para quem pensa que apenas James Rodhes e a atual Riri Willians assumiram o manto do Homem de Ferro, este encadernado traz uma versão do Vingador Dourado que pouca gente conhecia. O arco de histórias mostra uma sucessão de eventos que culminou com a desistência de Tony Stark em ser o herói blindado por conta de seu enfraquecido coração e passando o legado para outra pessoa. São histórias cheias de drama e ação, com um tom inocente e algumas situações totalmente inverossímeis vistas com a mentalidade de hoje mas que, naqueles anos iniciais da Marvel, ninguém dava atenção. O que valia era se divertir. E como a gente se divertia!

Injustiça: universo alternativo melhor que o oficial.

Injustiça: universo alternativo melhor que o oficial.

Injustiça: Deuses entre Nós – Volume 6 (out/2016) – Encadernado que encerra o terceiro ano de histórias do universo baseado no game Injustice: God Among Us. A ação é frenética, o roteiro é bacana e o mais bacana é o fato de envolver exatamente TODOS os personagens do Universo DC, que aparecem na trama conforme a necessidade. Mesmo com a troca de roteiristas (sai Tom Taylor, entra Brian Buccellato), o que ocasionou uma queda na qualidade das histórias, a série mantém um bom nível e, em nenhum momento, se torna cansativa ou passa a impressão de que o roteirista está apenas “esticando” a trama sem ter o que contar. Pelo contrário, a história continua bem desenvolvida. Aguardemos o Ano 4.

Edição dedicada à heroína classe D, Teia de Seda.

Edição dedicada à heroína classe D, Teia de Seda.

Aranhaverso 7 (dez/2016) – Uma heroína desnecessária (Teia de Seda) em histórias divertidas e bem escritas. Apesar de detestar a personagem (mais uma criação do enfadonho Dan Slott), esta edição, que reúne as sete primeiras edições da revista Silk, antes do evento Guerras Secretas, mostram a heroína tentando se encontrar num mundo que ela não compreende, já que ficou 10 anos em hibernação. Entremeadas por flashbacks de sua vida passada, Teia de Seda vai buscando se adaptar aos nossos dias e reencontrar sua família, perdida uma década antes. Não diria que se trata de uma HQ essencial, mas pelo menos, não faz feio no seu objetivo de distrair e divertir.

Edição marca estreia da série do Homem-Formiga.

Edição marca estreia da série do Homem-Formiga.

Avante, Vingadores! 2 (jan/2017) – Embora a capa seja sobre as consequências dos atos do Esquadrão Supremo na última edição – e que me deixaram chocado – a grande destaque deste número da revista é a estreia da nova série do Homem-Formiga. Depois da edição especial (que, inclusive, ficou entre as melhores revistas de 2016, na opinião deste blog), o herói ganha uma série solo bem humorada que mostra os problemas enfrentados pela agência de segurança fundada por ele em Miami, além de ter que lidar com as responsabilidades (e confusões) de sua vida civil. A série dos Supremos revisita a origem de Galactus, Força V convoca mais uma integrante e Capitã Marvel explora o espaço com a Tropa Alfa. Só o “Incrivelmente Sensacional Hulk” é incrivelmente infantil e irritante. Numa tentativa de ser descoladona, a Marvel acabou com um de seus mais icônicos personagens.

 

Marvel lança novo gibi com Homem-Aranha Clássico

blog-abreA Marvel acaba de anunciar via twitter (@Marvel) um novo título para o Homem-Aranha a ser lançado em maio deste ano. Peter Parker: The Spectacular Spider-Man terá roteiros de Chip Zdarsky (Howard, The Duck) e arte de Adam Kubert (Wolverine: Origem II), trazendo as aventuras do Amigão da Vizinhança como ele sempre foi: aquele mesmo, incompreendido, azarado, pobretão, mas com uma vontade enorme de fazer o que é certo. A capa da edição mostra o herói abrindo a camisa e a aranha estilizada sem o brilho neon que caracteriza o aracnídeo atualmente.

Segundo o autor, o título fará parte de uma linha do tempo diferente da revista Amazing Spider-Man, da qual o roteirista Dan Slott  é o titular, que mostra Peter Parker como um empresário multimilionário em um uniforme tecnológico. O título explorará a vivência de Peter na cidade de Nova York, sua família e seus amigos, bem como a relação com seus parceiros super-heróis. Ou seja: exatamente aquilo que esperamos ver no aracnídeo mais amado do planeta.

Leituras da Semana – Fevereiro (2)

blog-logo-leituras2Na segunda semana de Fevereiro, temos ótimas dicas de HQs e encadernados. O destaque fica para a série dos vilões Marvel, cuja leitura incluiu três deles.

A origem de um dos mais cruéis vilões da Marvel.

A origem de um dos mais cruéis vilões da Marvel.

Caveira Vermelha – Encarnado (Jan/2014) – Recentemente adquiri toda leva de encadernados protagonizados pelos vilões da Marvel – por isso o considerável atraso de três anos na leitura. Originalmente uma minissérie em cinco edições publicada nos Estados Unidos em 2011, esta edição caprichada da Panini conta os primeiros anos do jovem Johann Schmidt, antes dele assumir a identidade do cruel vilão que se tornaria o nêmese do Capitão América. A trama, escrita por Greg Pak (que também é autor da ótima Magneto: Testamento – veja nossa crítica dessa edição clicando aqui) mergulha fundo na história do Nazismo e mescla fatos reais da História com a vida de Schmidt, mostrando os acontecimentos que moldaram seu caráter e o levaram a assumir a máscara do Caveira Vermelha. Notas de posfácio apresentam as referências históricas narradas no texto, com bibliografia para os interessados buscarem mais informações. Encarnado é um texto sombrio e perturbador, como foram aqueles anos em que o Nazismo ascendeu ao poder.

Lembra do machado na capa do primeiro número? Aqui tem a explicação.

Lembra do machado na capa do primeiro número? Aqui tem a explicação.

Doutor Estranho 2 (Jan/2017) – O Mago Supremo tem que resolver um problema de invasão de seres místicos que se alimentam de magia… sem sua magia. Duas histórias no estilo “descoladão” que o Dr. Estranho assumiu recentemente e que trazem uma explicação para o machado que o mago portava na capa da edição 1 e que foi motivo de reclamações de fãs menos abertos a mudanças. Já está explicado, gente! Podem ficar calmos…

Edição morna, quase esfriando.

Edição morna, quase esfriando.

Universo Marvel 2 (Dez/2016) – Duas HQs dos Guardiões do Infinito, onde eles descobrem quem é o vilão por trás da misteriosa fortaleza transtemporal e dos aliens invasores. Nova faz uma descoberta bombástica sobre seu pai. A história dos Inumanos também estava interessante, ao contrário da do Venom, que é bem desnecessária. Agora, desnecessária de verdade, são as duas do Torneio de Campeões. A impressão que passa é que se passa numa realidade alternativa, porque heróis morrem e ressurgem em progressão aritmética. Se foi feita para promover o jogo de celular, ficaria melhor numa edição especial, como fizeram com Injustiça, da DC. Torneio é confusa, incoerente e chata, muito chata.

A ninja enfrentando seu maior nêmese.

A ninja enfrentando seu maior nêmese.

Elektra 2 (out/2016) – Edição que termina a série da ninja assassina, mostrando a conclusão do arco iniciado na edição anterior, onde ela se encontra com seu algoz, o Corvo Encapuzado. Neste número, a heroína se torna o alvo dos assassinos da Guilda, que querem se vingar pela traição do Corvo. De quebra, ainda tem que lidar com a volta do responsável por seu maior pesadelo: o Mercenário. Um ótimo arco de histórias, que prende a atenção de tal forma que você não consegue parar enquanto não ler as seis edições que fazem parte do encadernado.

Com um pé na vilania e outro no heroísmo.

Com um pé na vilania e outro no heroísmo.

Magneto – Atos de Terror (jan/2014) – Em mais esse volume protagonizado por um vilão, Magneto é incriminado por um ato terrorista que ele diz que não cometeu. Com a permissão de Ciclope e dos Vingadores, ele passa a investigar o ocorrido a fim de provar sua inocência. São apenas quatro edições na minissérie, com uma leitura rápida e uma história que mostra bem a ambiguidade do personagem. Uma boa trama que vale a leitura.

Edição gratuita, distribuída nas estradas.

Edição gratuita, distribuída nas estradas.

Turma da Mônica – Viajando com Segurança (2016) – Edição educativa feita pela MSP em parceria com a Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) e o Governo do Estado, ensinando dicas de viagem nas estradas como usar cinto de segurança, não ultrapassar a velocidade permitida, ligar os faróis baixos e outros. Uma iniciativa que Mauricio de Sousa tem há muitos anos e que é sempre bem vinda para ensinar as crianças de forma divertida.

Os primeiros anos de um dos maiores inimigos do Homem-Aranha.

Os primeiros anos de um dos maiores inimigos do Homem-Aranha.

Doutor Octopos – Origem (jun/2014) – Como diz o título, narra a origem do Doutor Octopus, passando por momentos em sua infância e juventude e mostrando as motivações que o levaram a se tornar um gênio do crime. A história não é tão boa, mas está longe de ser cansativa. Apresenta pouca coisa nova, mas acerta em mergulhar no psicológico do vilão. Uma coisa que chama a atenção é a ausência de teias no uniforme do Homem-Aranha, exceto sua máscara, luvas e botas, talvez uma homenagem do desenhista Kaare Andrews ao clássico desenho animado da década de 1960.

Páscoa 2017 – Recessão e memória

blog-abreEsqueça aquela enxurrada de novidades e ovos cheios de brinquedos dos anos anteriores. Este ano, a Páscoa será bem mais pobre, fruto da recessão econômica do País e reflexo das baixas vendas do ano passado (queda em torno de 10% em relação a 2015, segundo dados da Abicab – Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados). Embora menor, o número de lançamentos é bem expressivo (120), mas os investimentos em licenciamento é que deixaram a desejar.

Ovo resgata marca clássica dos anos 1980 - mas o sabor do chocolate é diferente!

Ovo resgata marca clássica dos anos 1980 – mas o sabor do chocolate é diferente!

Ao invés de ovos com temática de super-heróis ou dos filmes blockbusters da temporada, as empresas optaram por reforçar as marcas já conhecidas e até mesmo pegar os papais pela memória afetiva, quando eles é que eram o público-alvo dos ovos de chocolate. É o caso da Nestlé, que lança o ovo Surpresa, com álbum e 10 cards colecionáveis de brinde. A marca não é familiar aos pequenos, mas os pais lembram muito bem da barra de chocolate e das várias coleções de cards que viraram febre entre a garotada nos anos 1980.

Cada ovo vem com 10 cards. Mas a coleção tem bem mais que isso.

Cada ovo vem com 10 cards. Mas a coleção tem bem mais que isso.

Vale dizer que, quem quiser ter todos os cards, terão que comprar mais de um ovo (que custará, em média, R$ 50). A vantagem é que a embalagem diz a numeração dos itens, o que evita a decepção de encontrar imagens repetidas. Na mesma linha histórica, a empresa lança ovo em lata com estilo vintage, apostando nas mamães, que podem reaproveitar a embalagem para usos domésticos. Além disso, ovos tradicionais como Prestígio, Alpino, Galak e Kit Kat continuam no portfólio.

Também acha o preço do ovo abusivo? Tudo bem, a Lacta lança embalagem de barras. (Imagem: Débora Klempous/UOL)

Também acha o preço do ovo abusivo? Tudo bem, a Lacta lança embalagem de barras. (Imagem: Débora Klempous/UOL)

A Lacta, outra gigante do mercado de chocolates, também aposta nas marcas tradicionais como Sonho de Valsa, Diamante Negro, Laka e Oreo, mas não desistiu dos personagens infantis (embora tenha diminuído de 11 para apenas 4 licenciamentos): Barbie, Batman, Hot Wheels e Ever After High são os principais nomes, cujos brindes ainda não foram divulgados. Outra novidade vem de encontro ao público que faz campanha na Internet para trocar ovos, que são caros, por barras de chocolate, mais acessíveis: a empresa lançou uma embalagem a preço amigável (R$ 15) com várias barrinhas de chocolate.

Na Garoto, o brinquedo vem fora do ovo, não dentro. (Imagem: Marta Cavallini/G1)

Na Garoto, o brinquedo vem fora do ovo, não dentro. (Imagem: Marta Cavallini/G1)

Na linha da Garoto, a brincadeira está na embalagem: são miniovinhos que vêm em latas, cestas e uma fazendinha, que estimulam a criança a comer o chocolate e brincar com a embalagem.  A Arcor, por sua vez, tem ovo Moana, com copo que tem líquido na parte interna; ovo Simpson, com caneca com alça de donut (e o Homer querendo comê-lo) e ovo Turma da Mônica, com toy art de brinde. Além disso, as tradicionais Tortuguitas também ganham suas versões e copos tridimensionais de brinde.

Ovos de uma galáxia muito, muito distante.

Ovos de uma galáxia muito, muito distante.

A marca Kinder alia seus lançamentos de Páscoa à tradicional linha de ovos com brinquedo e lança várias versões exclusivas nos ovos grandes. É o caso da franquia Star Wars, que traz naves X-Wing R2D2 e T-Fighter Darth Vader nos ovos de Páscoa e naves menores, de outros personagens nos ovinhos tradicionais. O mesmo vale para as linhas Velox (carrinhos), Reino das Fadas (bonecas) e Meu Pequeno Pônei. Como lançamento exclusivo para ovo de Páscoa, a Kinder tem a linha Natoons e Meu Malvado Favorito.

Tá cheio da nota? Então vá de Kopenhagen!

Tá cheio da nota? Então vá de Kopenhagen!

E, para quem acha que ovos de Páscoa é só para crianças, a Kopenhagen mostra que não é bem assim. A empresa lança ovos Premium, com kits que trazem chaveiros, nécessaires e bolsas a preços nada infantis (entre R$ 389 a R$ 690). Mas o ovo mais condizente com a festa este ano é da Chocolates Brasil Cacau: com o tema da série A Hora da Aventura, os ovos vêm com um cofrinho de brinde, pra ensinar a criançada a economizar. Dica preciosa, para se colocar em prática desde já. Veja abaixo a galeria com vários lançamentos e novidades (clicando na foto, você visualiza maior).

Lego Batman conhece seus superamigos da CW

blog-abreDepois dos pôsteres promocionais que transformaram as séries do canal CW em personagens Lego, a emissora lançou um vídeo promocional que mostra o Batman encontrando com seus amigos super-heróis: Supergirl, Arqueiro Verde (Arrow), Flash e Átomo (Legends of Tomorrow). Tudo para promover Lego Batman – O Filme, que estreia nesta semana. Veja o vídeo:

 

Séries da Warner se “Legolizam” para promover Lego Batman

blog-abreNuma daquelas ações de marketing bem bacanas, a CW (canal de TV pertencente ao Grupo Warner) entrou na onda Lego e transformou os pôsteres das séries do canal ao estilo dos bonequinhos a fim de promover Lego Batman – O Filme, longa que estreia esta semana. Veja abaixo, na galeria. Além disso, os créditos finais das séries Supergirl, Arrow, The Flash e Legends of Tomorrow também apresentarão os logotipos dos créditos finais “legolizados”, segundo informações do site Ksite TV. Ainda faltam vários seriados, que provavelmente serão liberados durante a semana. Será? Vamos aguardar.