Ultraman ganha livro teórico

Criado em 1966 por Eiji Tsuburaya, o herói Ultraman se tornou um ícone no Japão (tão importante quanto o Superman é para os americanos) e conquistou também outros países, entre eles o Brasil. Por isso mesmo, é surpreendente que só 50 anos depois o personagem  venha a ganhar um livro teórico, com informações a respeito do seriado. Lançado pela Editora Estronho, o livro Ultraman é a obra de estreia de Danilo Sancinetti Modolo e se junta a outros livros da editora que abordam séries de TV famosas nas décadas passadas.

O autor em seu canal do YouTube

Segundo o autor, Ultraman é uma referência do gênero tokusatsu (filmes de efeitos especiais) e abriu caminho para outras produções envolvendo super-heróis que enfrentam monstros gigantes. Piracicabano morando atualmente na Europa, Modolo criou o TokuDoc, um canal no YouTube para trocar informações com fãs do mundo inteiro a respeito de sua paixão por séries japonesas. Hoje, o canal conta com mais de 60 mil inscritos e motivou o autor a escrever o livro.

Ultraman é tão famoso que gerou uma “família” e continua sendo exibido até hoje.

Com 188 páginas, a obra faz parte da coleção TV Estronho e celebra o cinquentenário da série de TV – embora com um ano de atraso, mas antes tarde do que nunca! – trazendo um histórico completo do seriado, suas séries derivadas, entrevistas com dubladores e outras pessoas envolvidas com a exibição de Ultraman em nosso País, num trabalho de pesquisa bastante minucioso que traz, com exclusividade, a data exata e o canal que lançou Ultraman no Brasil. “Foi a parte mais demorada garimpar o suficiente para achar tal informação, mas é uma honra gigante, com o perdão do trocadilho, poder encontrar e dividir essa informação perdida há décadas, num país que mal conserva suas memórias televisivas”, comemora.

Não há monstro de borracha com zíper aparecendo que derrote o herói japonês.

O autor virá ao Brasil nos próximos dias para o lançamento do livro e estará em diversos locais para sessões de autógrafos e bate-papo com os fãs. “São poucos dias em meu país e será a oportunidade perfeita para encontrar os amantes dos super-heróis japoneses pessoalmente, numa ocasião tão especial que é o lançamento do meu primeiro livro sobre o tema e esse universo”. Veja abaixo onde acontecerão esses eventos (com link do evento no Facebook, para mais informações)

12/8 – Curitiba (PR) – Local: Literatiba (Memorial de Curitiba – R. Dr. Claudino dos Santos, 79 – São Francisco)
15/8 – Campinas (SP) – Local: YoouGeek (Rua Olavo Bilac, 142 – Cambuí)
17/8 – Sorocaba (SP) – Local: Retroid (Rua Rio Grande do Sul, 420)
19/8 – São Paulo (SP) – Local: MIS – Museu da Imagem e do Som (Avenida Europa, 158 – Jardim Europa)
20/8 – Salvador (BA) – Local: Biblioteca Central (Sala Walter da Silveira – Rua General Labatut, nº 27, subsolo, Barris)
22/8 – Piracicaba (SP) – Local: SESC (Rua Ipiranga, 155)

Coleção inclui vários livros sobre séries famosas

A Editora Estronho tem se especializado em lançar, entre outras obras, livros teóricos sobre séries de TV. A editora já publicou Perdidos no Espaço (produzida por Irwin Allen), Kung Fu (famosa série com David Carradiine) e até mesmo a brasileira Shazan, Xerife & Cia, que revelou o ator Flávio Migliaccio. No site da editora, mais informações sobre as obras e como adquiri-las e abaixo você relembra a abertura da série:

 

Dias de um Futuro Esquecido chega em romance

Já pode começar a roer as unhas?

Já pode começar a roer as unhas?

A Editora Novo Século, responsável pelo lançamento de vários livros dos personagens Marvel, anunciou em seu Instagram o próximo lançamento para 2017: será a romantização da saga Dias de Um Futuro Esquecido, uma das mais icônicas histórias dos X-Men de todos os tempos, que também foi adaptada para o cinema em 2014. O autor é Alex Irvine, o mesmo que adaptou a saga Guerras Secretas, também lançado pela editora dois anos atrás. A obra deve chegar às livrarias nos próximos dias, visto que, segundo informações no Instastorie – um aplicativo que permite gravar vídeos curtos que são apagados pouco tempo depois, semelhante ao Snapchat – o produto “acabou de chegar da gráfica”. Nós já estamos querendo!!

Para quem não sabe, Dias de um Futuro Esquecido (publicada em X-Men 141 e 142, 1981) mostra um futuro sombrio onde os robôs Sentinelas dominaram o mundo e passaram a escravizar mutantes. Uma idosa Kitty Pryde volta sua mente no passado e toma o corpo de sua versão jovem para, auxiliada pelos X-Men, evitar um evento que seria o gatilho para que este futuro acontecesse.

Bienal da Recessão

blog bienalTerminou ontem a 24ª. edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo, um dos eventos literários mais importantes do País, que aconteceu desde 26 de agosto, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Para quem não sabe, a Bienal é um evento que começou em 1951, com a primeira “feira popular do livro” realizada na Praça da República, no centro de São Paulo. Dez anos depois, o MASP (Museu de Arte de São Paulo), foi palco para a primeira Bienal Internacional do Livro e das Artes Gráficas, realizada pela CBL – Câmara Brasileira do Livro.

Anhembi é o palco da Bienal do Livro

Anhembi é o palco da Bienal do Livro

Este foi o embrião para a realização, em 1970 da, agora oficialmente, 1ª. Bienal Internacional do Livro. De lá para cá, a cada dois anos, o evento se tornou tradicional e, embora tenha trocado de lugar (era realizado no pavilhão da Bienal no Ibirapuera, passou para o Expo Center Norte em 1996, seguiu para o Centro de Exposição Imigrantes em 2002 e chegou ao Anhembi em 2006), sempre manteve o brilhantismo e a popularidade de um evento cultural para as massas.

Livrarias com preços bem atrativos... vazias.

Livrarias com preços bem atrativos… vazias.

Este ano, no entanto, a crise que abate o País e as mudanças no mercado editorial se fizeram sentir também na Bienal do Livro. Basta uma primeira olhada no pavilhão para sentir que algo estava errado. Com corredores maiores e mais largos, era visível que os stands das grandes editoras diminuíram. Aliás, os maiores stands eram de livrarias, com ofertas que iam de R$ 5 a R$ 30. Havia stands em que qualquer obra podia ser comprada por 10 reais, o que permitia encontrar bons (e caros) livros por esse preço, proporcionando uma boa economia.

"Autores" do You Tube tiveram destaque na Bienal de 2016

“Autores” do You Tube tiveram destaque na Bienal de 2016

As grandes editoras, porém, embora tivessem descontos bem atrativos, mantiveram preços mais altos (acima de R$ 20) para seus lançamentos, que foram bem discretos, com destaque para a geração de  youtubers em obras de interesse para os jovens que os seguem nas redes sociais, mas com pouco a dizer ao restante do público. Isso sem contar a forma “descolada” de escrever, com termos como “vida loka” e afins, que só servem para desaprender a grafia correta das palavras.

Mauricio de Sousa e a Turma da Mônica são presença certa em todas as edições.

Mauricio de Sousa e a Turma da Mônica são presença certa em todas as edições.

Ok, cada um com seu público alvo, mas o tempo dirá se esses “autores” ainda chegarão a causar o mesmo frisson que Mauricio de Sousa e Ziraldo provocam até hoje, em todas as idades. Aliás, a Bienal, que sempre é palco de grandes celebridades e nomes consagrados da literatura nacional e até internacional, nem isso teve nesta edição, com poucos autores de renome presentes no evento.

Corredores mais espaçosos... e vazios.

Corredores mais espaçosos… e vazios.

O preço dos ingressos subiu de R$ 14 para R$ 20, um aumento de 43% em relação a 2014. Por conta disso, o público também diminuiu – bastante. A expectativa de 700 mil visitantes ficou aquém do esperado e o evento registrou “apenas” 684 mil pessoas, segundo dados da CBL. Este número vem caindo desde 2012, quando o público registrado foi de 750 mil pessoas, contra 720 mil de 2014. Este número reflete as mudanças no comportamento dos consumidores que, embora estejam consumindo mais livros, segundo pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe/USP), o preço dos mesmos caiu em torno de 36% nos últimos dez anos.

Publico está lendo mais, mas pagando menos.

Publico está lendo mais, mas pagando menos.

Os dados foram divulgados pela revista Isto É e mostram um panorama da crise econômica que vem se instalando no País nos últimos anos. Soma-se a isso o fato da Internet facilitar as compras, fazendo com que as pessoas não precisem mais sair de casa para adquirirem seus livros preferidos (e, muitas vezes, com ofertas que as lojas físicas não oferecem) e temos um cenário para o recesso na Bienal deste ano.

Mercado editorial reaquecido é expectativa para 2018 (Foto: CBL)

Mercado editorial reaquecido é expectativa para 2018 (Foto: CBL)

A expectativa é que, na próxima edição da Bienal do Livro, que vai acontecer em 2018, esses fatores se alterem e o mercado reaqueça. Por enquanto, a experiência deste ano, que trazia como tema  a experiência da História em todos os sentidos, o único sentido que restou foi o paladar, com um gosto amargo de uma feira tão tradicional ser retraída por um Brasil em crise.

Caricaturas de Sílvio Santos viram livro

blog abreEm dezembro de 2014, o apresentador Silvio Santos completou 84 anos e foi tema de uma exposição de caricaturas que percorreu várias estações do Metrô em São Paulo e Rio de Janeiro. A mostra foi organizada em parceria entre o SBT e a Associação dos Cartunistas do Brasil e contou com arte de artistas como Aroeira, Baptistão, Mauricio de SousaQuinho, entre outros.

Ma oe... vem pra cá, vem pra cá...

Ma oe… vem pra cá, vem pra cá…

As imagens foram reunidas e viraram o livro 85 vezes Silvio Santos – As Melhores Caricaturas do Rei dos Domingos, pela Editora Astral Cultural, com lançamento previsto para a segunda quinzena de fevereiro. A obra foi organizada pelo também cartunista José Alberto Lovetro, o Jal, que também trabalha com Mauricio de Sousa. Por sinal, a capa do livro traz a caricatura criada pelo pai da Mônica. A obra já está em pré-venda em várias livrarias a preço promocional. A tiragem é limitada.

Simplesmente o melhor.

Simplesmente o melhor.

Muito mais do que um simples apresentador, Sílvio Santos é um mestre da comunicação, modelo de empresário bem sucedido, reconhecido como um dos maiores contribuintes do País e modelo de honestidade na administração de suas empresas. Trata-se de uma merecida homenagem a este ícone da TV, que mostra sua importância para a cultura popular e para o mundo da comunicação.

Dica Literária: Era uma vez: Urgente!

blog abreRecontar contos de fada já não é mais novidade. Cinema, TV e, principalmente, literatura, que é sua fonte primária, estão cheios de exemplos de versões e “re-versões” das histórias que encantam crianças e adultos há vários séculos. Difícil fazer uma nova versão que seja, de fato, interessante. Mas os autores Anvimar Gasparello, Deyse Campos, Isabel Lombardi e Marcos Meier conseguiram criar uma obra divertida e extremamente criativa em Era uma vez: Urgente!, lançado pelo sele Minisaberes da editora Ibpex.

Os autores, da esquerda para a direita: Anvimar, Deyse, Marcos e Isabel   no lançamento do livro.

Os autores, da esquerda para a direita: Anvimar, Deyse, Marcos e Isabel no lançamento do livro.

O livro imita o estilo dos grandes jornais e transforma os contos de fada em notícias, devidamente separadas em cadernos (Policial, Comportamento, Atualidades, Saúde, Social, Ciências e Tecnologia, Economia, Cultura e Esportes). Assim, os autores mesclam os contos numa notícia (às vezes, entram também canções folclóricas), destacando suas principais características e frases marcantes para criar uma estrutura que ensina ao leitor os diversos estilos narrativos presentes nos jornais – notícia, reportagem, manchete, entrevista e crônica).

Em estilo de texto jornalístico, contos de fada e canções folclóricas criam um novo jeito de contar histórias.

Em estilo de texto jornalístico, contos de fada e canções folclóricas criam um novo jeito de contar histórias.

O caderno de Saúde, por exemplo, traz uma “reportagem” sobre os perigos de contaminação em moças solteiras que beijam sapos. Com bom humor, o texto brinca com a história O Príncipe Sapo e a canção O Sapo Não Lava o Pé, dizendo que os sapos beijados podem transmitir doenças por causa dos pés sujos. A coluna Social traz a notícia de um “Baile Beneficente” para arrecadar fundos para a ONG Encontre um Marido com Apenas uma Valsa, referência à clássica história da Cinderela, enquanto que o caderno de Esportes relata a vitória de Dona Tartaruga na corrida contra a Lebre.

Este "jornal" também tem espaço para os anunciantes - saídos do faz-de-conta, claro!

Este “jornal” também tem espaço para os anunciantes – saídos do faz-de-conta, claro!

O “livro-jornal” também tem espaço para anúncios, que seguem o mesmo esquema bem humorado e apresentam produtos e empresas fictícias, inspirados nas histórias. Encerra o livro uma coluna de “Classificados” divertidos e o caderno Diversão, com passatempos – já respondidos – e até um horóscopo. O livro tem 72 páginas, formato magazine (25cm X 17cm) e conta com ilustrações de André Figueiredo Müller.

"É verdade que a senhora anda comendo vovós pela floresta? Senhora? Senhora!

“É verdade que a senhora anda comendo vovós pela floresta? Senhora? Senhora!!”

A obra foi lançada em 2013, mas só agora tivemos a oportunidade de lê-la. Não importa: assim como os contos de fada nunca envelhecem, Era Uma Vez: Urgente! também é atemporal e, como os noticiários, traz o sabor de novidade. Não existe “notícia velha” quando uma boa ideia inventa uma nova maneira de contar histórias. Adquira o livro diretamente pelo site da editora.

Resultado da promoção Heróis dos Animes

blog abreNestes últimos minutos de 2014, queremos dar um presente de Ano Novo a todos os nossos seguidores, principalmente àqueles que participaram da promoção do nosso blox, valendo uma edição do livro Heróis dos Animes, escrito pelo jornalista André Morelli (veja nossa crítica aqui).

Se você participou, cruze os dedos e veja nosso vídeo abaixo, com o sorteio do vencedor. Se você não ganhou, continue visitando nosso blox, que teremos outras promoções em breve. Um Feliz Ano Novo a todos!

Heróis dos Animes lista mais de 200 desenhos japoneses

blog abreLançado em abril deste ano, o livro Heróis dos Animes, de autoria do jornalista André Morelli, reúne 209 desenhos animados japoneses, com sinopse, informações técnicas, curiosidades e muitas imagens. Esta é a terceira obra do autor, que já lançou também Super-Heróis no Cinema e nos Longas-Metragens da TV (2009) e Super-Heróis nos Desenhos Animados (2010), ambos pela Editora Europa, como parte da Biblioteca Mundo dos Super-Heróis.

Livro é ricamente ilustrado

Livro é ricamente ilustrado

O livro possui 144 páginas ricamente ilustradas com animes listados em ordem alfabética que vão desde os clássicos (como Speed Racer, Fantomas, A Princesa e o Cavaleiro, Heidi), passando pelos mais modernos (como Cavaleiros do Zodíaco, Pokemón, Dragon Ball, Sailor Moon), os atuais (Naruto, One Piece, Death Note, Avatar) até os mais obscuros, como Caçadores de Elfas, XXXHolic e Hell Girl.

O autor realizou uma extensa pesquisa para listar os 209 desenhos

O autor realizou uma extensa pesquisa para listar os 209 desenhos

Para escrever o livro, Morelli realizou uma extensa pesquisa que durou vários anos, incluindo a tarefa de assistir aos 209 animes listados na obra. A obra traz alguns detalhes pouco conhecidas pelo público brasileiro, como desenhos que foram editados no Brasil por conta de seu conteúdo, animes que tiveram outras temporadas não exibidas por aqui, aqueles que fizeram mais sucesso no exterior do que no Japão e outros detalhes de bastidores.

Introdução apresenta história dos animes e explica conceitos.

Introdução apresenta história dos animes e explica conceitos.

Com o livro, o leitor poderá ter também uma trajetória da animação japonesa no Brasil, com a definição de termos como mangá e OVA e os conceitos de desenhos voltados para públicos específicos, como os shonen, shoujo e seinen (Nota: não vamos explicar aqui o que é cada um deles para não estragar a leitura, muito embora esses conceitos já sejam mais ou menos de conhecimento público).

Relembre os clássicos e conheça aqueles que você nunca ouviu falar.

Relembre os clássicos e conheça aqueles que você nunca ouviu falar.

Heróis dos Animes é uma obra indispensável para quem é fã de animação japonesa e também para quem quiser conhecer um pouco mais desse estilo tão particular de desenhos animados, que atravessou o oceano para fazer sucesso no ocidente. Apenas a título de curiosidade: a capa não tem acabamento em verniz como seus antecessores e traz o preço impresso no código de barras, juntamente com a edição (nº. 1), provavelmente por conta de também ser vendido em bancas de jornal. Para quem não encontrar na banca ou livraria de sua cidade, pode comprá-lo pelo pelo site da Editora Europa.

Quer ganhar um livro Heróis dos Animes? Basta preencher o formulário abaixo dizendo qual é seu anime favorito e por quê. No dia 30 de Dezembro vamos sortear entre todos aqueles que responderam um exemplar do livro, que será enviado ao seu endereço sem qualquer custo. Aproveite essa oportunidade e boa sorte! Sayonara!

[Atualizado 29/11/2014]: O autor André Morelli entrou em contato conosco e se colocou à disposição para autografar o livro. Portanto, o felizardo vai receber um exemplar já AUTOGRAFADO, com dedicatória. Não perca essa oportunidade!

[PROMOÇÃO ENCERRADA EM 30/12/2014. OBRIGADO PELA SUA PARTICIPAÇÃO]