Crítica (em vídeo): Vingadores – Guerra Infinita

ATENÇÃO: CRÍTICA SEM SPOILERS.

Estreou na última quinta-feira o filme Vingadores: Guerra Infinita (Avengers – Infinity War, 2018), longa-metragem que, desnecessário dizer, está entre os mais aguardados filmes deste e dos últimos anos. A expectativa não é em vão: trata-se do resultado de todo trabalho desenvolvido pela Marvel Studios ao longo de 10 anos, com a estreia de Homem de Ferro (exatamente hoje, 30 de abril, em 2008).

“Eis o filme mais explosivo da década!”

Na verdade, Homem de Ferro foi o início de um plano de ação que culminou no primeiro Vingadores, em 2012. Ali, foi deixada a semente, com a aparição de Thanos na cena pós-crédito, que agora chega ao seu ápice, com a batalha de todos os heróis. Não é pouca coisa. Obviamente, seria pretensão dizer que a Marvel já pensava em Guerra Infinita quando lançou Homem de Ferro… mas não há como negar que tudo foi muito bem amarrado desde aquele momento, filme após filme. E temos uma grande produção, que analisamos no vídeo a seguir.

Anúncios

Xeretando: A série não lançada do Demolidor

Estamos lançando uma nova seção no nosso blox, que trará uma série de curiosidades sobre quadrinhos, cinema, TV e tudo que envolve o universo da cultura pop em informações pouco (ou nada) divulgadas. Para estrear a seção Xeretando, você sabia que o Demolidor quase teve uma série de TV estrelada pela esposa do cantor David Bowie como Viúva Negra? Pois é… Se hoje todos estamos muito satisfeitos com o rumo que a Netflix deu ao herói cego da Cozinha do Inferno, nem sempre a Marvel esteve no auge de produções de qualidade.

Uma foto para registrar… e mais nada.

O ano era 1975 e, nos quadrinhos, o Demolidor vivia, já há alguns meses, uma fase em que dividia suas histórias com a Viúva Negra, numa parceria que ia além do combate ao crime (os dois heróis também tiveram um romance). Interessada na personagem, Angela Bowie, esposa do roqueiro David Bowie, entrou em contato com Stan Lee e pediu autorização para produzir uma série de TV do Homem sem Medo, estrelada por ela própria como a espiã russa. Lee deu sinal verde para o projeto e a “atriz” teve os direitos por um ano. Ela chegou a fazer imagens promocionais, fantasiada de Viúva Negra, ao lado do ator Ben Carruthers como Demolidor.

Primeira versão live-action do Demolidor (bem… mais ou menos…)

Considerada muito cara para ser produzida, a série não passou disso. O Demolidor só seria adaptado para live-action em 1989, quando o ator Bill Bixby incluiu o herói no telefilme O Julgamento do Incrível Hulk. Interpretado pelo ator Rex Smith (da série Moto Laser), o Demolidor tinha um visual que pouco lembrava o dos quadrinhos, com um uniforme todo preto e máscara sem abertura para os olhos. Curiosamente, este visual seria usado por Frank Miller na minissérie O Homem sem Medo (1993).

Continuaremos xeretando pelo universo pop e, em breve, traremos mais curiosidades. Agradecimentos ao amigo Júnior Batson pela batalha na escolha do nome desta seção.

Oito anos de Raio X – Ao infinito… e além!

No dia de hoje, nosso blog está completando oito anos desde sua primeira publicação. Desde criança, sempre gostei muito do número 8. Todo mundo tem o seu número da sorte, aquele que mais gosta e mais se identifica. No meu caso, é o oito. E, analisando o formato do número, descobri um motivo: o 8 se parece com o símbolo do infinito. É um número que mostra movimento, um vai e vem sinuoso que não tem início, nem fim… e que, no centro, forma a letra X.

Não é só um número…

De certa forma, para escrever o X, também simulamos o “movimento” do infinito… É interessante refletir sobre essas coisas que, aparentemente, não têm nada a ver, mas que surgem em nossa cabeça quando pensamos numa significância para uma data tão importante como um aniversário.

Que feio, Calvin! Não precisa disso!

Nesses oito anos de blog crescemos bastante. Temos muito orgulho de chegar até aqui, com mais de 800 posts (olha o 8 aí de novo!) e ultrapassar um milhão de visualizações, sempre com transparência nos textos e liberdade de opinião. Disso, não abro mão. Outra coisa que prezo é pelo linguajar: vejo sites por aí que apelam para uma tonelada de palavrões na tentativa de serem “descolados” e ganharem seus likes. Aqui não temos isso. Não tem necessidade de apelar, porque o foco é a notícia, não o jornalista. Não é moralismo. Simplesmente acreditamos que não precisamos usar termos chulos se é possível usar outros menos agressivos (sem contar que temos responsabilidade com as crianças que nos leem).

Nossos logotipos são uma característica marcante.

É bem verdade que deixamos de divulgar muita coisa e nosso blog poderia ser mais dinâmico. Já tentei fazer isso da melhor maneira possível, mas nos falta uma equipe dedicada a esse fim. Independentemente disso, creio que conseguimos criar uma identidade, uma característica toda própria, além de desenvolver posts bem curiosos e bacanas. Ideias não faltam, o que falta é tempo para colocar em prática. Ainda temos muita coisa para melhorar, isso é certo.

“Ao infinito… e além!!” Buzz Lightyear nos inspira.

Mas voltando a falar do infinito, não é uma coincidência que a palavra esteja na moda, graças ao novo filme dos Vingadores, que estreia amanhã? Aqui não estamos em uma Guerra Infinita, mas numa comemoração, que só nos motiva a olhar para o número 8, sua significância e sonhar. Como sonhamos, lá em 2010, em criar um blog interessante e interativo. E como continuaremos a sonhar, reproduzindo a frase do personagem Buzz Lightyear, que dá título a este post, de número 817. Para quem gosta de brincar com números: 8 + (1+7 = 8) = 16 que são duas vezes oito, ou seja, o infinito ao dobro.

O céu é o limite

Não sei como será daqui para frente, mas sei que temos muito a evoluir. Obrigado por fazer parte dessa história. Fique conosco, pois o futuro nos convida a desbravá-lo, com todas as surpresas que ele nos reserva.

Visão de Raio X 05 – Marvel OGN – X-Men: Chega de Humanos

Estamos de volta com nossa sessão de análise de HQs em vídeo, desta vez esmiuçando um pouco da Graphic Novel dos X-Men, que acaba de chegar às bancas e livrarias. Chega de Humanos é mais um volume do selo Marvel OGN (Original Graphic Novel) e o primeiro álbum original da equipe mutante depois da clássica Deus Ama, O Homem Mata, de 1982. Será que vale a leitura? Acompanhe nosso vídeo:

Rapidinhas do Mutante 05/2018

Depois de um período afastados, estamos de volta com notícias quentinhas sobre o mundo nerd e muitas novidades, que vão desde DVDs, passando por filmes no cinema e quadrinhos. Uma visão pelo universo da cultura pop, em doses  rápidas e objetivas. Vamos lá!!

Box em blu-ray

Para comemorar os dez anos das produções da Marvel Studios, a Disney preparou dois boxes especiais em blu-ray recapitulando (quase) toda a trajetória dos heróis no cinema. O box Universo Cinematográfico Fase 1 traz sete discos com os seis primeiros filmes – Homem de Ferro, O Incrível Hulk, Homem de Ferro 2, Thor, Capitão América: O Primeiro Vingador e Vingadores (duplo). Já o segundo box Universo Cinematográfico Fase 2 vem com seis discos e os filmes – Homem de Ferro 3, Thor: O Mundo Sombrio, Capitão América 2: O Soldado Invernal, Guardiões da Galáxia, Vingadores: Era de Ultron e Homem-Formiga. A previsão de lançamento é 30/05 e o preço médio é de R$ 139,90. Resta saber se a distribuidora fará também um box com a fase 3, quando esta estiver completa.

Irmãos Nee vão dirigir longa-metragem do He-Man.

Mestres do Universo, o aguardado filme do He-Man, começa a tomar forma. A Sony Pictures anunciou ontem a contratação do diretor (ou diretores, no caso) para o longa-metragem que, segundo consta, está agendado para dezembro de 2019: serão os irmãos Aaron e Adam Nee (Adam… faz sentido… :-P). Brincadeiras à parte, a dupla é conhecida por dirigir o aclamado Band of Robbers (2015), filme que coloca Tom Sawyer (interpretado por Adam Nee) e Huckleberry Finn como parceiros na busca de um tesouro de infância. David S. Goyer (Blade, Batman Begins, Batman V Superman), tinha sido cotado para ser o diretor, mas desistiu do projeto, preferindo dedicar-se apenas ao roteiro e à produção executiva.

Oitenta, mas com corpinho de 30.

Chegou às comic shops americanas esta semana a história Action Comics 1000, que celebra os 80 anos do Superman. A edição chega às bancas no mesmo dia em que foi lançada, em 1938. A revista presta um tributo ao Homem de Aço, com oito capas variantes e uma série de artistas que homenageiam o primeiro de todos os super-heróis: Brian Michael Bendis, José Luis García-López, Geoff Johns, Dan Jurgens, Paul Dini, Olivier Coipel, Jerry Ordway, Curt Swan, Marv Wolfman e outros. Além disso, a edição traz uma HQ inédita escrita na década de 1940.

Visão de Raio X 04 – Superpato Original e Duck Tales

Para ninguém dizer que só falamos de quadrinhos de super-heróis, hoje tem análise de dois quadrinhos Disney lançados pela Editora Abril: Lendas Disney 1, nova série que estreia trazendo as três primeiras histórias do Superpato original, e Duck Tales, os Caçadores de Aventuras, formatinho da linha infantil baseada no desenho animado que estreou recentemente. Veja o vídeo e nossos comentários sobre as edições.

Novo trailer de Vingadores: Guerra Infinita

Depois do sucesso arrebatador de Pantera Negra, a Marvel Studios começa a trabalhar a divulgação de Vingadores: Guerra Infinita, que estreia mês que vem (em 26 de abril, para ser mais exato). E as cenas são arrasadoras, colocando a expectativa lá no alto e prometendo uma batalha épica de todo elenco dos 18 filmes do estúdio. Confira o trailer novo, que acabou de ser divulgado, que traz Thanos de capacete (e não em roupa de praia), Fauce de Ébano praticando crueldades, Gamora criança e o Capitão América peitando Thanos sozinho. Tente não babar.