Marvel anuncia elenco da série dos Fugitivos

blog-abreDisposta a conquistar também o segmento de séries de TV na mesma proporção em que já conquistou os cinemas, a Marvel anunciou hoje os seis jovens contratados para a série Fugitivos (Runaways), prevista para ir ao ar pelo canal streaming Hulu – canal semelhante à Netflix, mas ainda indisponível no Brasil – e estreia em 2018.

Equipe estreou em 2003. No Brasil, a primeira aparição foi na Coleção Pocket Panini, de 2006.

Equipe estreou em 2003. No Brasil, a primeira aparição foi na Coleção Pocket Panini, de 2006.

Se você não faz a mínima ideia de quem sejam os Fugitivos, não se envergonhe. O grupo é relativamente novo e não faz parte dos personagens mais conhecidos da editora. Mas foi uma das melhores coisas que a Marvel lançou no início da década de 2000, criados por Brian K. Vaughn (roteiros) e Adrian Alphona (desenhos). O sexteto se uniu por um detalhe que possuíam em comum: seus pais são supervilões, membros de uma equipe chamada Orgulho, que se reunia anualmente para um ritual misterioso que, a princípio, os filhos achavam ser uma reunião de caridade.

Equipe já se uniu aos Jovens Vingadores durante a Guerra Civil, numa série legal à beça!

Equipe já se uniu aos Jovens Vingadores durante a Guerra Civil, numa série legal à beça!

Quando descobriram que seus pais, na verdade, sacrificavam humanos para oferecer aos ídolos Gibborin e, assim, manterem seus poderes durante aquele ano, Alex Wilder, Nico Minoru, Chase Stein, Gert Yorks, Karolina Dean e Molly Hayes fugiram de casa (daí o nome da equipe) e passaram a lutar contra os pais. A série trouxe uma premissa bem interessante que mostrava um retrato da adolescência, com o conflito de gerações e as descobertas comuns da idade (no caso, os jovens descobriram que possuíam poderes incomuns, herdados dos pais). Abaixo, veja cada um dos atores selecionados e seus respectivos papeis:

Alex é o líder do grupo. E tem um grande segredo.

Alex é o líder do grupo. E tem um grande segredo.

Alex Wilder (Rhenzy Feliz) – Codinome: não tem. O líder da equipe, é um gênio intelectual, estrategista e hábil com computadores. Fã de super-heróis (para desespero de seus pais) e campeão no videogame, Alex é quem descobre primeiro que seu pai é um criminoso.

Nico é gótica, mística... e tem tendências suicidas.

Nico é gótica, mística… e tem tendências suicidas.

Nico Minoru (Lyrica Ocano) – Codinome: Irmã Grimm. Gótica, só se veste de preto e está sempre deprimida. Possui poderes místicos que são canalizados através do seu Cajadodo Absoluto. Sua magia possui duas características: só funcionam quando o sangue de Nico é derramado (o que faz com que ela viva se cortando) e só podem ser utilizadas uma única vez, de modo que ela tenha que ter muita sagacidade para inventar novos feitiços. Uma curiosidade: a mãe de Nico apareceu numa cena bem rápida em Doutor Estranho (2016).

Chase e seu Sapão providenciam o transporte da equipe.

Chase e seu Sapão providenciam o transporte da equipe.

Chase Stein (Gregg Sulkin) – Codinome: Boca-dura. Gênio tecnológico, construiu uma manopla de energia que lhe dá poder de fogo para lutar contra os inimigos e também é o criador do Sapão, um veículo voador que sua para transportar a si e seus amigos. É namorado de Gertrude Yorkes.

Gert tem um bichinho de estimação bem diferente.

Gert tem um bichinho de estimação bem diferente.

Gert Yorkes (Ariela Barer) – Codinome: Arsênico. Antes de descobrir que seus pais eram vilões, Gert acabou encontrando um dinossauro em seu porão e percebeu que tinha um elo mental com ele (ou ela, no caso, já que batizou o réptil de Alfazema). Essa ligação psíquica faz com que tudo que Gert sinta, Alfazema sinta também, seja sentimentos ou sensações. Gert tem um humor bem ácido e é engajada em causas sociais.

Karolina é de outro mundo... literalmente.

Karolina é de outro mundo… literalmente.

Karolina Dean (Virginia Gardner) – Codinome: Lucy in the Sky. Karol é uma extraterrestre com a habilidade de transformar seu corpo em energia que assume as cores do arco-íris.  Ela pode voar, disparar rajadas concusivas e usar a energia para projetar campos de força. É lésbica e sente atração por Nico, mas não foi correspondida.

Molly é hiperativa. E forte, muito forte.

Molly é hiperativa. E forte, muito forte.

Molly Hayes (Allegra Acosta) – Codinome: Fortona. Molly é a mais jovem do grupo e também a mais ingênua, por conta da pouca idade. Como seu codinome diz, é uma mutante dotada de superforça e invulnerabilidade, mas sempre que usa seu poder, ela fica com muito sono e precisa dormir imediatamente para recarregar as energias.

Manto e Adaga também vão virar série.

Manto e Adaga também vão virar série.

Em tempo: a Marvel também anunciou esta semana os atores escolhidos para a série de TV de Manto e Adaga, prevista para ir ao ar pelo Freeform, canal de séries e filmes online. Os astros Aubrey Joseph e Olivia Holt interpretarão, respectivamente, os personagens criados na década de 1980. A dupla surgiu como coadjuvante numa HQ do Homem-Aranha que discutia o problema do tráfico de drogas.

Manto e Adaga também ganham seus rostos.

Manto e Adaga também ganham seus rostos.

Forçados a provar de uma droga experimental, o jovem Tyrone Johnson adquire uma imensa escuridão em seu corpo que ele controla dentro de seu manto enquanto que Tandy Bowen adquire o poder de controlar a luz, que ela usa como adagas luminosas para purificar os jovens do vício. Essa premissa da oposição entre luz e trevas dá margem para roteiros que, se bem trabalhados, podem discutir a realidade das ruas, do preconceito, tráfico e outros. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s