Em Primeira Mão: Homem de Ferro e Hulk – Super-Heróis Unidos

blog abreA animação Homem de Ferro e Hulk – Super-Heróis Unidos é a primeira empreitada conjunta da Marvel Studios com a Disney no ramo de longas-metragens animados. O desenho foi lançado em dezembro nos EUA e está chegando ao Brasil em fevereiro. A novidade é que ele é todo feito em computação gráfica, nos mesmos moldes do que a concorrência já fez com Lanterna Verde: A Série Animada e Beware of Batman.

Alguém será esmagado.

Alguém será esmagado.

O longa-metragem é anunciado pela própria Marvel como sendo um spin off (derivado) da animação Avengers Assemble e, de fato, mostra o Homem de Ferro e o Hulk como velhos conhecidos, apesar de atuarem de forma independente. O fato de trazer os mesmos dubladores da série também gera identificação com a série animada. Na trama, o Abominável é enviado pelos cientistas da Hidra para capturar o Hulk a fim de que sua energia gama seja absorvida por um reator Arc que o grupo terrorista adaptou de planos roubados das Indústrias Stark.

Homem de Ferro contra ele mesmo? Não, é só um teste da armadura Caça-Hulk.

Homem de Ferro contra ele mesmo? Não, é só um teste da armadura Caça-Hulk.

Enquanto isso, o Homem de Ferro testa uma nova armadura Caça-Hulk que ele desenvolveu para enfrentar – obviamente – o Hulk, já que o monstro nem sempre é muito amigável. O Abominável consegue derrotar o Hulk e o leva à sede da Hidra, que carrega o reator com o poder gama de ambos os monstros. Porém, a energia dos dois é poderosa demais e o reator se descontrola, dando origem a um ser de pura energia chamado Zzzax. A criatura é capaz de invadir qualquer  sistemas eletrônicos – inclusive a armadura do Homem de Ferro – e, como se alimenta de eletricidade, precisa ser isolada e detida antes que atinja o polo magnético do planeta e provoque uma destruição em massa.

Homem de Ferro e Hulk... de Ferro?

Homem de Ferro e Hulk… de Ferro?

A  trama não foge ao óbvio conceito dos heróis que se estranham no primeiro momento e depois se unem contra o vilão, mas mantém um ritmo ágil e divertido, principalmente com as indefectíveis piadinhas de Tony Stark. Já o Hulk tem uma personalidade que oscila entre o bruto e o inteligente, capaz de raciocinar, mas esmagar, quando necessário. O fato de ser derivado da série de TV não esconde que o público-alvo são as crianças de 7 a 12 anos, o que pode desagradar o público mais velho, interessado em tramas mais adultas.

Amigos, mas nem tanto.

Amigos, mas nem tanto.

Além disso, incomoda o visual “texturizado” dos personagens feitos em computação, pelo menos enquanto não acostumamos a eles. A animação é boa, mas ainda está longe da qualidade que a Marvel tem apresentado em suas adaptações cinematográficas. De qualquer forma, é tentando que se acerta e, comparando-se com o primeiro desenho que a produtora realizou – O Invencível Homem de Ferro (2007) – a evolução é notória.

Cotação: blog cotação ifhk

 

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s