Vingadores do Espaço em DVD

blog abreOs saudosistas fãs de séries japonesas dos anos 1960 podem comemorar: a partir de dezembro chega às lojas pela Cult Classic o box com os primeiros 26 episódios da série Vingadores do Espaço (Magma Taishi, no original). Para quem não lembra (ou não era nascido), a série é de autoria de Osamu Tezuka, o mestre dos mangás, autor de obras inesquecíveis como A Princesa e o Cavaleiro, Astroboy e Kimba, o Leão Branco.

Os heróis da série: Goldar, Silvar, Gam e Matuzen

Os heróis da série: Goldar, Silvar, Gam e Matuzen

A série mostrava uma família de alienígenas que vem à Terra para defendê-la da ameaça do conquistador Rodak e seus monstros. Assim, Goldar, um gigantesco robô dourado, sua esposa Silvar e o filho Gam conhecem o garoto Miko, a quem oferecem um apito em formato de foguete. Cada vez que precisa de ajuda ou um monstro ameaça o planeta, o garoto usa o apito para solicitar a presença dos heróis: apitando uma vez, Mikko chama Gam; duas vezes, chama Silvar e três vezes é Goldar quem aparece. O grupo é aconselhado pelo sábio Matuzen (um anagrama para Matusalém), que mora num vulcão no Monte Olimpo.

"Como você faz para deixar esses cabelos tão sedosos? O meu parece uma palha de aço!"

“Como você faz para deixar esses cabelos tão sedosos? O meu parece uma palha de aço!”

Magma Taishi foi lançado como mangá em 1965 e virou série de TV já no ano seguinte produzido pela P Productions e exibido pela Fuji TV. Foi a primeira série japonesa a cores, superando Ultraman, o mais clássico super-herói nipônico, em apenas alguns dias, já que ambos estrearam no mesmo mês. Apesar da série mostrar Goldar como um robô, essa foi uma alternativa da série para dificuldades técnicas. No mangá, o personagem não é um robô, mas sim um gigantesco ser vivo feito de ouro e isso foi mantido na transposição para o live-action, com o ator Tetsuya Uozumi pintando o rosto com uma maquiagem dourada.

Inicialmente, o herói teria o rosto pintado de dourado, mas problemas técnicos o fizeram usar máscara. (Imagem: ScifiJapan.com)

Inicialmente, o herói teria o rosto pintado de dourado, mas problemas técnicos o fizeram usar máscara. (Imagem: ScifiJapan.com)

No entanto, a roupa quente do usada pelo ator o fazia ficar com o rosto corado, apagando o efeito dourado da maquiagem. A solução foi cobrir seu rosto com uma máscara e transformá-lo num robô gigante. A série também tinha como característica utilizar animações juntamente com as cenas filmadas (na própria abertura do seriado isso pode ser percebido, com a nave de Rodak atingida por um raio ou os foguetes que saem do peito de Goldar). A série fez muito sucesso nos Estados Unidos, com o título The Space Giants (ou Os Gigantes do Espaço). No Brasil, foi exibida pela TV Tupi, no programa do Capitão Aza. Alguns anos depois, reestreou na Record e, na década de 1980, foi exibida pela Bandeirantes.

Os heróis se transformavam em foguetes

Os heróis se transformavam em foguetes

Ao todo, Vingadores do Espaço teve 52 episódios que a Cult Classic deve lançar em dois volumes. O primeiro tem quatro discos, com sete episódios cada (exceto o disco 4, com cinco episódios), em cores, áudio original em japonês e legendas em português. Os extras trazem galeria de fotos, outros lançamentos da distribuidora e ficha técnica. A Cult Classic tem se destacado no mercado resgatando antigas séries que deixaram saudades no mercado brasileiro, como Robô Gigante e Fantomas, tanto em filme como desenho. (Clique nos links para ver a resenha sobre esses lançamentos)

Volume 2 também sai em dezembro

Volume 2 também sai em dezembro

Sobre Fantomas, a Cult Classic também anunciou para dezembro o segundo volume do anime, com mais 13 episódios (14 ao 26, sendo 10 episódios com a dublagem original da Cinecastro) em três discos. A distribuidora confirmou a este blog anteriormente que lançará a série completa em quatro volumes, portanto podemos aguardar mais novidades para o ano que vem, tanto de Vingadores do Espaço, como de Fantomas e, quem sabe, outras séries clássicas que deixaram saudade.

Anime tem 13 episódios e nunca foi exibido no Brasil.

Anime tem 13 episódios e nunca foi exibido no Brasil.

Uma curiosidade: os nomes dos personagens foram adaptados da versão americana: No original japonês, Goldar era Magma, Silvar era Mol, Rodak era Goa, Matuzen era Earth e Miko Mura era Mamoru Murakami. Também existe uma animação com 13 episódios produzida pela Bandai Visual e Tezuka Productions e lançada em 1993, mas inédita no Brasil.

Veja abaixo a abertura da série:

Anúncios

4 comentários

    • Está mesmo demorando pra lançar, mas não acho que seja por desrespeito. A Cult Classic está lançando várias séries japonesas clássicas e tem que ser aos poucos, senão estoura nosso orçamento. Recentemente, lançaram o terceiro box do Fantomas, o Oitavo Homem e o Super-Homem do Espaço. Mas também estou na expectativa do segundo volume.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s