Crítica: Oz: Mágico e Poderoso

blog abreEstreia nesta sexta-feira, 8 de março, o filme Oz: Mágico e Poderoso (Oz: The Great and Powerful, 2013), uma aventura da Disney que mostra os acontecimentos anteriores ao clássico O Mágico de Oz (1939) imortalizado pela atriz Judy Garland e que, por sua vez, é baseado no livro homônimo do escritor L. Frank Baum, publicado em 1901.

Quer vir comigo para um mundo encantado?

Quer vir comigo para um mundo encantado?

Difícil falar do longa sem entregar spoilers para quem não assistiu o filme clássico, mas afinal, se você não viu o filme clássico, em que mundo você vive? Oz? Então vamos lá: Oz (James Franco) é um mágico fracassado de um circo mequetrefe da cidade de Kansas. Mulherengo, Oscar (seu nome verdadeiro, cuja quantidade de sobrenomes é equivalente à do imperador D. Pedro I) conquista todas as mulheres com truques de salão, mas se dá mal ao dar em cima da namorada do “homem forte” do circo.

Siga a estrada dos tijolos amarelos

Siga a estrada dos tijolos amarelos

Obrigado a fugir num balão, Oz é pego num tornado e vai parar no mundo de… Oz! Lá ele descobre que uma antiga profecia dizia que um poderoso mago com o mesmo nome do país iria libertá-lo das maldades da bruxa má, que aterrorizava o local. Logo ao chegar, Oz encontra Theodora (Mila Kunis), uma das bruxas, que logo cai de amores pela canastrice do mágico e o leva para a Cidade das Esmeraldas. No caminho, ele salva a vida de Finley (voz de Zach Braff), um macaco alado que, em agradecimento, promete servidão eterna a Oz, apesar de saber que o mágico não possui poder nenhum e tudo o que ele faz são truques ilusórios.

Amigos de jornada

Amigos de jornada

Em sua jornada, Oz conhece Evanora (Rachel Weisz) – outra bruxa, irmã de Theodora – que lhe mostra toda riqueza que ele pode conquistar ao derrotar ao libertar Oz do domínio da bruxa má. Fascinado com toda aquela riqueza, o mágico parte rumo ao sul para enfrentar a bruxa e conhece a pequena Menina de Porcelana (voz de Joey King) que, juntamente com Finley, passa a acompanhá-lo em sua missão. Porém, ao se encontrar com a bruxa Glinda (Michelle Willians), Oz percebe que as coisas não são como aparentam e alguém está mentindo nessa história.

Três bruxas. Uma má. Quem está mentindo?

Três bruxas. Uma má. Quem está mentindo?

Assim, Oz deve achar uma forma de descobrir quem é a verdadeira bruxa má e usar toda sua malícia para fazer o povo acreditar que ele é, de fato, o mago das profecias e, muito pior, enganar a feiticeira de que ele é tão poderoso quanto diz e, assim, expulsá-la da terra de Oz. O filme capricha no 3D e cria uma ilusão de profundidade muito boa que combina perfeitamente com o clima mágico da história. Isso já é percebido logo na abertura do filme, que se utiliza das imagens promocionais de circo para apresentar o elenco, com efeitos tridimensionais muito bons.

Com Evanora, nunca falta energia elétrica em casa.

Com Evanora, nunca falta energia elétrica em casa.

Quem já viu o longa anterior vai identificar as várias referências, começando pelo fato do filme iniciar em branco-e-preto e ficar colorido só depois que Oscar adentra o mundo de Oz. Uma sacada inteligente que foi mantida pelo sempre competente diretor Sam Raimi e melhorada: em Kansas, a tela é formato letterbox e em Oz ela passa a ser widescreen. Além disso, a bolha que serve de transporte para a bruxa Glinda também aparece, de forma melhorada. E a explicação de como uma bruxa tão bela se tornou a maléfica feiticeira má de cara verde também é narrada de forma bastante plausível.

James Franco: poderoso na Calçada da Fama!

James Franco: poderoso na Calçada da Fama!

O fato de James Franco já ter trabalhado com Raimi nos três longas do Homem-Aranha garante uma certa empatia entre os dois, de modo que Franco está completamente à vontade em seu papel. O ator, que acaba de ganhar uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood, aprendeu com mágicos de verdade a realizar pequenos truques com pombos e fogo a fim de dar mais veracidade à sua interpretação. Segundo o próprio Raimi, Franco foi a escolha certa porque ele consegue representar bem a dualidade do personagem: um mágico egoísta e charlatão, mas ao mesmo tempo, uma pessoa boa e de coração enorme.

O longa proporciona alguns sustos.

O longa proporciona alguns sustos.

Embora tenha classificação livre, é bom dizer que o filme pode causar algum desconforto em crianças pequenas. Não por conta da história, que é encantadora, mas porque o enredo proporciona alguns sustos, potencializados pelo efeito 3D, com monstros e bruxas pulando na frente do público de forma inesperada. Papais e mamães, fiquem alertas com seus pequenos.

Mundo da fantasia

Mundo da fantasia

Fora isso, Oz: Mágico e Poderoso tem tudo para se tornar um grande clássico, assim como o foi o filme de Judy Garland. A Disney acerta mais uma vez, com uma aventura encantadora, com bons efeitos especiais e ação e humor na dose correta. Só faltou mesmo a trilha sonora incluir uma referência à inesquecível canção Over the Rainbow. Apesar disso, o arco-íris estava lá, com toda magia e encantamento que somente ele pode proporcionar. É importante dizer que, se você não assistiu ao longa de 1939, isso não afetará em nada a compreensão de Oz. Mas uma coisa é certa: vai motivá-lo a procurar a “continuação” da história.

Cotação: blog cotação oz

Anúncios

2 comentários

  1. Eu assisti o filme na estréia e fiquei encantado. Saindo do cinema fiquei chateado pelo filme ter feito referência ao Espantalho, mas fiquei me perguntando: “Cadê o Homem de Lata?, cadê o Homem Leão? Ou Cadê as referências deles, como fizeram com o Espantalho? Depois pesquisando na Web, descobri que a Warner Bros é que a detentora da marca Oz e por isso a Disney só fez referências para não barrar no uso indevido da marca.

    Mas gostei muito do filme, creio que mais pelo visual em si do que pelo enredo, achei bem clichê e fraco, mas encantou a película 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s