Dúvidas nerds: Motoqueiro Fantasma azul

blog abreEstamos inaugurando uma nova seção no nosso blox, inspirado pela enorme quantidade de buscas que são digitadas no Google e vêm parar em nossa página. Dessa forma, esperamos ajudar aos não iniciados em cultura pop a poderem dormir tranquilos, sem que seus sonhos sejam assombrados por perguntas que, até então, pareciam insolúveis.

Como vou tocar Pour Elise com essa mão queimada?

Como vou tocar Pour Elise com essa mão queimada?

A líder em dúvidas no blox é o motivo pelo qual, no final do filme Motoqueiro Fantasma: Espírito de Vingança a chama do herói passa de amarelo para azul. Teria o inferno encerrado seu fornecimento de fogo e Johnny Blaze assinado um contrato com a Ultragaz para manter seu crânio em chamas? Calma, leitor, não é nada disso. E a questão é mais simples do que parece. Ou não.

Zarathos: espírito de justiça corrompido

Zarathos: espírito de justiça corrompido

Na verdade, a resposta para essa pergunta se divide em duas vertentes: uma curta e simples e a outra, um pouco mais complexa. Juntas, elas dão um panorama geral do que os diretores Mark Neveldine e Bryan Taylor quiseram transmitir com aquela cena. Primeiro, vamos à mais simples: o próprio enredo do filme explica que Johnny Blaze se torna o Motoqueiro Fantasma graças à uma possessão do demônio Zarathos. Segundo a angeologia, os demônios nada mais são do que anjos que se revoltaram contra o céu e foram expulsos, sendo chamados de “anjos caídos”.

Volta pra casa, peste!

Volta pra casa, peste!

Com Zarathos aconteceu o mesmo: ele era um anjo responsável por infligir a justiça aos pecadores e, por isso mesmo, era conhecido como “Espírito de Justiça”. Porém, ele foi enganado pelos demônios, levado ao inferno e corrompido, despertando um forte desejo de vingança contra aqueles todos que desvirtuam os inocentes. Com isso, passou a caçar demônios e puní-los. No filme, quando manda Roarke (um dos muitos nomes do capeta-mór) para o inferno, Zarathos encontra sua redenção e volta a ser um anjo bom. A representação disso é a sua chama, que muda do vermelho (agressivo) para o azul (suave). Simples assim.

estreia infernal

estreia infernal

Porém, a chama azul tem outra explicação, bem mais profunda, que remete aos quadrinhos do herói e que, certamente, os diretores quiseram fazer sua referência na produção do cinema. Para entender, um breve resumo da carreira do herói sobrenatural nas HQs: o Motoqueiro Fantasma (Johnny Blaze) foi criado no início dos anos 70 e era apenas mais um super-herói da editora, com o diferencial que tinha poderes infernais, para seguir a onda de sucesso dos quadrinhos de terror, na época. Com o tempo, o título foi cancelado e o herói ficou na geladeira.

Ressurreição radical

Ressurreição radical

Nos anos 90, o roteirista Howard Mackie, que era fã do Motoqueiro, resolveu resgatá-lo, mas com uma nova identidade e personalidade. O novo Motoqueiro Fantasma não era mais um herói que se transformava ao pôr-do-sol, mas mantinha a personalidade “boazinha” do seu alter ego. Ele surgia sempre que sangue inocente era derramado para vingá-lo, tinha um visual hard, com roupas de couro, ponteiras de metal e corrente mística e literalmente possuía o corpo de seu hospedeiro, o jovem Danny Ketch. A década de 90 era povoada de anti-heróis e o novo perfil do Motoqueiro Fantasma agradou. No entanto, nunca ficou explicado como Johnny Blaze deixou de ser o Motoqueiro e Zarathos passou para outro corpo.

Briga de motoqueiros

Briga de motoqueiros

Assim, na revista Ghost Rider 13, Mackie traz Blaze de volta, para confrontar Ketch e acabar de vez com Zarathos. Depois do quebra, Blaze percebe que Zarathos se tornou uma força do bem e decide acompanhar Ketch de perto, formando uma dupla. Mais tarde, descobre que Ketch era seu irmão de sangue separado no nascimento e que o demônio era um legado de família. Toda essa pataquada não agradou os leitores e o título do Motoqueiro foi cancelado. Johnny ficou livre de sua maldição e Zarathos, aparentemente, voltou para o inferno, libertando Ketch por um curto período. Logo, possuiu o rapaz novamente, deixando um gancho para um retorno do personagem.

Re-re-re-retorno. E não é gagueira.

Re-re-re-retorno. E não é gagueira.

Isso só aconteceu no começo do milênio, quando a Marvel criou o selo Marvel Knights, dedicada aos heróis urbanos. A minissérie The Hammer Lane (2001, inédita no Brasil) ignorou os fatos anteriores e trouxe Blaze de volta com sua maldição, mas com um roteiro pra lá de ruim. Em 2005, o roteirista Garth Ennis assumiu o personagem e começou do zero: Blaze estava no inferno, amaldiçoado para sempre. O anjo Malachi promete libertar a alma do herói se ele enviar um demônio de volta ao inferno. Com isso, o Motoqueiro clássico é reinserido nos quadrinhos.

Azul está na moda e combina mais com a cor do meu crânio.

Azul está na moda e combina mais com a cor do meu crânio.

Outra minissérie: Ghost Rider: Danny Ketch mostra o jovem recuperando seus poderes após se aliar ao anjo rebelde Zadkiel. É nessa série que o Motoqueiro Fantasma passa a apresentar uma chama azulada, símbolo de sua associação com o anjo. Vem daí a referência dos diretores e sua associação ao personagem dos quadrinhos. Sem contar, evidentemente, o personagem chamado Danny no filme, citação óbvia ao segundo Motoqueiro Fantasma.

Outro filme? É muita penitência pra um pecador só!

Outro filme? É muita penitência pra um pecador só!

Para encerrar, vale citar que o filme foi tão mal nas bilheterias que dificilmente haverá um Motoqueiro Fantasma 3. Não há nem rumores sobre uma continuidade da franquia. Graças aos céus e aos anjos de chamas azuis!

Se você tem alguma dúvida nerd sobre filmes, quadrinhos, séries de TV e afins, deixe nos comentários e, assim que for possível, responderemos. Se a gente não souber, responde do mesmo jeito. 😉

Anúncios

16 comentários

  1. Cara eu gosto bastante do Motoqueiro Fantasma. Queria muito que fizessem o 3. Achei meio rude com os fás a parte: “Não há nem rumores sobre uma continuidade da franquia. Graças aos céus e aos anjos de chamas azuis!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s