Crítica: Detona Ralph

blog detona ralph posterlPrimeira estreia do ano, o filme Detona Ralph (Wreck-It Ralph, no original) é o lançamento da Disney que chega aos cinemas no próximo dia 4 de janeiro. Para animar as férias da garotada, a produtora juntou os dois produtos mais “consumidos” pelas crianças durante esse período – desenhos animados e videogames – e criou uma aventura movimentada e colorida.

Ralph detona e Félix conserta... há 30 anos!

Ralph detona e Félix conserta… há 30 anos!

A história é centrada no jogo Conserta-Félix Jr., onde Ralph (dublado pelo ator/cantor Thiago Abravanel) é o vilão que destrói um edifício para que o mocinho, Félix (cuja voz é feita pelo humorista Rafael Cortez), possa consertá-lo utilizando seu martelo dourado. O jogo sempre termina com os moradores da Gentilândia – o prédio onde acontece o jogo – jogando Ralph do telhado numa poça de lama. Cansado dessa rotina, Ralph decide que também quer ser o mocinho e receber as glórias de vez em quando. Assim, ele abandona o próprio jogo e se aventura, via cabo de dados, por outros games da loja de fliperama em busca de uma medalha e do reconhecimento.

Sou chata até de cabeça pra baixo!

Sou chata até de cabeça pra baixo!

Acidentalmente, Ralph vai parar no jogo Corrida Doce e lá conhece Vanellope von Schweetz (voz de MariMoon), uma irritante garotinha que é um bug do jogo. Vanellope quer participar da corrida, mas por ser um bug, ela vive dando tilt e ameaça o jogo de ser desligado. Rejeitada pelos outros pilotos, Vanellope é caçada pelo Rei Doce, regente do mundo açucarado, que faz de tudo para apagá-la de vez do banco de dados. Ralph se identifica com a rejeição sofrida por Vanellope e decide ajudá-la a participar da corrida. Mas ele tem pouco tempo, pois se não voltar ao próprio jogo antes que a loja de fliperamas abra, o game pode ser desligado para sempre.

Terapia de grupo: anônimos nem tão anônimos assim.

Terapia de grupo: anônimos nem tão anônimos assim.

Os fãs de videogames vão se divertir ao tentar identificar as referências a vários jogos de sucesso, como Street Fighter, Mortal KombatSonic, Pac-Man e outros. A brincadeira com a evolução gráfica nos jogos também são inevitáveis: Ralph e Félix, personagem de game 2D em 8 bits, com movimentos limitados e robóticos, não escondem seu espanto ao entrar num ambiente 3D de alta definição dos jogos em primeira pessoa.

Penélope Charmosa avisou que não ia participar desta corrida.

Penélope Charmosa avisou que não ia participar desta corrida.

O filme tem boas piadas e momentos divertidos, mas se torna cansativo na segunda metade, quando Ralph se envolve com Vanellope. Chega a ser incômodo o abuso de tons açucarados nos cenários, com destaque para o cor-de-rosa. A impressão que se tem é que entramos no Mundo da Barbie e que  desenho muda de rumo, passando a ser focado no público feminino. Não que as meninas não possam ter um filme dedicado a elas, já que também jogam videogame. A questão está na mudança radical do foco: de protagonista, Ralph passa a ser um mero coadjuvante e Vanellope rouba a cena.

Agora eu fiquei doce, doce, doce... e enjoei.

Agora eu fiquei doce, doce, doce… e enjoei.

O som que reproduz a trilha eletrônica dos videogames, ao mesmo tempo em que dá autenticidade à trama, com o tempo também pode vir a incomodar (com a desvantagem que não há nenhum botão na cadeira do cinema para desativar o som). De qualquer forma, a criançada deve se divertir com o ritmo de videogame, o colorido e as situações engraçadas em que os personagens se metem (a terapia coletiva dos vilões é engraçadíssima, bem como os movimentos robóticos dos personagens da Gentilândia). Para completar a diversão, o filme chega com uma forte estratégia de marketing que inclui o download gratuito do jogo Conserta-Félix Jr para iPhone e iPad. O game pode ser baixado gratuitamente pelo iTunes no link destacado. Quem preferir, também pode jogar online, pelo site da Disney. Resta saber se, num mundo de alta definição e terceira dimensão, um jogo de 8 bits terá apelo entre a garotada.

Cotação: blog cotação ralph

Anúncios

2 comentários

    • Principalmente se levarmos em conta que os games que estão em destaque são todos dos anos 80 e os nascidos desta época são todos adultos hoje, você está certo, Thiago. Mas não podemos esquecer que desenho animado sempre atrai crianças. Ainda mais um visual tão colorido e cheio de “açúcar”. Tenho dúvidas se os pais vão gostar mais do que as crianças. Mas é uma animação bacana, como só a Disney sabe fazer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s