Troféu HQMix 2012 premia o melhor dos quadrinhos

O teatro do SESC Pompeia foi o palco para mais uma entrega do Troféu HQMix, que este ano chegou à sua 24a. edição. Apresentado por Serginho Groissman, o evento aconteceu no dia 30 de junho e premiou os que de melhor foi produzido na área de quadrinhos no Brasil no ano passado. Por tradição, a estatueta homenageia um cartunista e um personagem diferente a cada ano. Nesta edição, o homenageado foi Primaggio Mantovi e sua criação, o palhaço Sacarrolha. O troféu foi esculpido pelo artista plástico Olintho Tahara.

Serginho Groissman conduziu a cerimônia

Este ano, a premiação teve uma novidade: a mudança de horário e data. Passou a ser realizado num sábado à tarde, ao invés de um dia de semana à noite. Conforme explicado por Sérgio Groissman, a mudança visou uma participação maior do público, que, devido à longa duração da festa, costumava não comparecer ao teatro. Problema parcialmente resolvido: o teatro estava lotado no começo do evento.

Fábrica de Animais animou a plateia

Contudo, conforme a cerimônia se estendia, nem mesmo a animação musical da banda Fábrica de Animais conseguiu segurar o público. Ao final das quase quatro horas de duração do prêmio, metade das cadeiras já estavam vagas. Fica a dica para os organizadores: a data e o horário estão ótimos; o que falta e gerenciar melhor o tempo de duração.

O excêntrico Laerte foi um dos contemplados

Fora esse pequeno defeito, a premiação reuniu a nata dos quadrinhos: profissionais do calibre de Mauricio de Sousa, Laerte, Angeli, Gabriel Bá e Fábio Moon, Vítor Cafaggi, Carlos Ruas e tantos outros, marcaram presença no teatro e provaram que trabalhar com quadrinhos pode ser uma profissão rentável, desde que se receba o devido incentivo por parte dos órgãos públicos e editores e se vença o preconceito que ainda é muito forte e prega que histórias em quadrinhos são subcultura. Quadrinhos é arte, possui profissionais talentosíssimos e tem um jeito todo próprio de produzir cultura.

Troféus esculpidos pelo artista Olintho Tahara

Veja abaixo a lista dos premiados:

Adaptação para os Quadrinhos – Clara dos Anjos

Caricaturista – Gustavo Duarte

Cartunista – Dálcio Machado

Chargista – Angeli

Desenhista Estrangeiro – David Mazucchelli

Desenhista Nacional – Marcelo Lélis

Destaque Internacional – Fábio Moon e Gabriel Bá

Destaque Latino-americano – Fierro (Argentina)

Edição Especial Estrangeira – Asterios Polyp

Edição Especial Nacional – Morro da Favela

Editora do Ano – Leya/Barba Negra

Equipe da revista Mundo dos Super-Heróis recebeu o prêmio de Melhor Mídia sobre Quadrinhos (Ei, meninas, parem de brigar!)

Evento – 7º FIQ Festival de HQ de BH

Exposição – Criando Quadrinhos

Grande Contribuição – FanZines nas Zonas de Sampa

Grande Mestre – Marcatti

Homenagem Especial – Mauro dos Prazeres (Devir)

Homenagem Especial – Achados e Perdidos

Livro Teórico – Ângelo Agostini

Mídia sobre Quadrinhos – Mundo dos Super-Heróis

Novo Talento – Desenhista – Magno Costa e Marcelo Costa

Novo Talento – Roteirista – Vitor Cafaggi

Produção Para Outras Linguagens – Angeli 24 Horas(documentário)

Projeto Editorial – MSP Novos 50

Publicação De Aventura/Terror/Ficção – Birds

Publicação De Clássico – Arzach

Publicação De Humor Gráfico – Uma Patada com Carinho

Publicação De Tira – Macanudo

Publicação Erótica – Black Kiss

Publicação Independente de Autor – Birds

Publicação Independente De Grupo – Café Espacial

O cartunista Carlos Ruas e seu prêmio na categoria Webtiras pelo site Um Sábado Qualquer

Publicação Independente Edição Única – O Louco, a Caixa e o Homem

Publicação Infanto-Juvenil – Turma da Mônica Jovem

Publicação Mix – MSP Novos 50

Roteirista Estrangeiro – David Mazucchelli

Roteirista Nacional – André Diniz

Salão e Festival – 3º Festival Internacional de Humor do Rio de Janeiro

Tira Nacional – Manual do Minotauro

Web Quadrinhos – Terapia

Web Tiras – Um Sábado Qualquer

TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) – “Traços e rabiscos nos anos 80. O Trabalho de Henfil na década da transição”, de Fernanda de Alcântara Pestana e Luciana Fernandes dos Reis (Faculdade Casper Líbero – Curso de Jornalismo)

Tese de Mestrado – “Entre a épica e a paródia: a (des) mistificação do gaucho nos quadrinhos de Inodoro Pereyra, el renegáu”, de Priscila Pereira (Unicamp – Dpto. de História)

O troféu

Primeira edição da revista Sacarrolha

O palhaço Sacarrolha, homenageado deste ano no Troféu HQMix foi criado pelo cartunista Primaggio Mantovi no ano de 1970, a pedido do diretor da Editora Saber, que queria lançar uma revista em quadrinhos de um personagem brasileiro. No entanto, no meio das negociações, Mantovi foi promovido à chefia da RGE (Rio Gráfica e Editora, atual Editora Globo) e o projeto ficou engavetado até que, no ano seguinte, a RGE promoveu um concurso de novos personagens e o cartunista inscreveu o seu palhaço e venceu a competição.

Painel anuncia o lançamento do Almanaque Sacarrolha, que comemora os 40 anos do personagem

A RGE lançou a revista Sacarrolha em janeiro de 1972, com tiragem de 160 mil exemplares e foi um tremendo sucesso. Foram 36 edições pela RGE e depois mais quatro pela Editora Abril. Depois de um período com participações esporádicas em publicações infantis (como na Folhinha, suplemento do jornal Folha de São Paulo), o palhacinho voltou às bancas na revista Diversões do Sacarrolha, publicada pela Editora D-Arte em 1983. Durou mais dois anos (até a edição 13, de 1985). O personagem continuaria a aparecer em outras publicações infantis específicas e cadernos de atividades.

O autor, Primaggio Mantovi, autograva um exemplar da revista

Para comemorar 40 anos de sua criação, a Editora Kalaco lançou uma edição de luxo: o Almanaque Sacarrolha, que traz quadrinhos, reportagem contando a história completa e detalhada do personagem, todas as capas das revistas onde o palhacinho aparece e, como brinde, uma republicação do número 1 da revista Sacarrolha da RGE. A publicação é distribuída pela Comix.

Anúncios

1 comentário

  1. Tio,
    Parabéns ao pessoal do Mundo pelo prêmio.
    Meu tio Sergio pediu para avisar que não existe Tese de Mestrado. É assim ó: TCC de graduação, Monografia de especialização, Dissertação de mestrado, Tese de Doutorado, Ensaio de Pós-Doc.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s