Crítica: Ultimate Spider-Man Animated Series

Começou, nos Estados Unidos, a nova temporada de séries e desenhos animados, incluindo a estreia de algumas novidades. Uma delas é o novo desenho do Amigão da Vizinhança, Ultimate Spider-Man, baseado na versão recauchutada do personagem lançada pela Marvel no ano 2000. O episódio de estreia aconteceu no dia 1º. de abril, juntamente com a segunda temporada de Avengers – Earth’s Mightiest Heroes, a animação dos Vingadores no canal Disney XD, como parte do horário dedicado ao Universo Marvel.

Nova animação é baseada no Universo Ultimate

O episódio de estreia, Grandes Poderes, ao contrário do que o nome dá a entender, não traz a origem do herói aracnídeo – muito embora ela seja citada rapidamente em flashback. Os produtores preferiram trabalhar com o conceito que o público já conhece o Homem-Aranha e decidiram já partir para a ação – bem frenética, diga-se de passagem. O desenho já começa com o Aranha se balançando pela cidade e ouvindo uma das inúmeras difamações promovidas por J. Jonah Jameson na TV e exibida nos telões espalhados pela cidade.

Brigando com o Ardiloso, o Aranha destrói a cidade

Nesse meio tempo, o herói se envolve num confronto com o Ardiloso, membro do Quarteto Terrível, e, na batalha que se segue, destrói uma parte da cidade. É quando surge Nick Fury e propõe que o jovem ingresse na S.H.I.E.L.D. para aprender a usar melhor seus poderes e causar menos danos ao patrimônio quando em ação. Ele se tornaria um herói melhor, o Ultimate Spider-Man (Homem-Aranha Supremo ou Definitivo), semelhante a heróis experientes como o Capitão América ou Homem de Ferro. Acostumado a trabalhar sozinho, o rapaz recusa a oferta.

Grandes poderes trazem grandes responsabilidades

Quando o restante do Quarteto Terrível (Mago, Tundra e Garra Sônica) invade a escola onde Peter Parker estuda, em busca do Homem-Aranha, ele percebe que o Ardiloso tinha colocado um transmissor em seu uniforme, dando aos vilões pistas de sua localização. Compreendendo que poderia colocar em risco a vida de seus colegas e das pessoas ao seu redor, o Aranha decide aceitar a proposta de Fury e usufruir de toda tecnologia que a S.H.I.E.L.D. pode oferecer.

Narração descontraída: Peter narra combates anteriores e explica como funciona o Sentido de Aranha

O traço arredondado do desenho difere da animação anterior do aracnídeo (The Spectacular Spider-Man), que usava figuras angulares e de queixo pontudo. É produzido pela Marvel Animation e pela Film Roman, empresa responsável pelo desenho dos Simpsons e também pela nova animação dos Vingadores. O estilo brincalhão e tagarela do Homem-Aranha foi transportado fielmente para o desenho, que narra as próprias aventuras e conversa com o espectador, apresentando fatos e personagens secundários.

Personagens são apresentados no desenho através de “fichas”.

É aí que está a graça, pois quando Peter conversa com o público, o tempo congela para que ele possa apresentar os fatos e sempre tem uma piadinha relacionada, com “fichas técnicas” dos personagens aparecendo e o pensamento do rapaz tomando forma, no melhor estilo “Fantástico Mundo de Bobby”.

O Fantástico Mundo de Peter

Nesse tom “engraçadinho”, Peter fala conta como começou sua amizade com Harry Osborn, explica como conseguiu seus poderes, ensina como funciona seu sentido de aranha e narra sobre sua conturbada relação com Flash Thompson. Como nos filmes da Marvel, o primeiro episódio conta com a participação especial de Stan Lee numa aparição bastante divertida e dublado pelo próprio.

Olha o Sr. Marvel aí, fazendo sua participação especial.

De um modo geral, Ultimate Spider-Man tem todos os ingredientes para agradar crianças, jovens e adultos, que acompanham o herói desde sua criação. É um desenho dinâmico como pedem os tempos atuais, com elementos modernos como celular e Internet, mas sem perder a essência do personagem clássico que aprendemos a amar há 50 anos.

Cotação: 

Anúncios

3 comentários

  1. Na verdade, é no segundo episódio da primeira temporada (“Great Responsibility”) que conhecemos o elenco “permanente” da série formado pelos companheiros de Peter Parker/Homem-Aranha no programa de treinamento de novos heróis da S.H.I.E.L.D. Trata-se de um grupo eclético e interessante incluindo: Ava Ayala/Tigresa Branca (“White Tiger”), Danny Rand/Punho de Ferro ( “Iron Fist”), Luke Cage/”Power Man”, e Sam Alexander/Nova, todos em versões adolescentes com idade aproximada na faixa de 16 a 17 anos, como o próprio Peter Parker nessa série. Os membros do grupo, nas suas identidades civis, passam então a frequentar o colégio de Parker (“Midtown High” na cidade de Nova York), sob a vigilância do agente da S.H.I.E.L.D, Phil Coulson, que se passa pelo diretor da escola. A rotina diária dos adolescentes na escola é mesclada então com sessões de treinamento na fortaleza aérea da S.H.I.E.L.D (o “Helicarrier”) e missões atribuídas ao grupo por Fury. Heróis “adultos” do universo Marvel como Homem de Ferro, Thor, Capitão América, Dr. Estranho,Hulk e Gavião Arqueiro (“Hawkeye”) aparecem também em episódios isolados da 1a e 2a temporadas como convidados especiais, junto com uma galeria extensa de vilões tradicionais não só do universo clássico do Homem-Aranha (Dr. Octopus, Duende Verde, Homem-Areia, Venom, Rhino, Elektro, Kraven, etc.) , mas também do universo Marvel estendido (Dr. Doom, Living Laser, Loki, etc.).

    O tom da série é fortemente humorístico, voltado claramente para um audiência mais infantil, em contraste por exemplo com o tom bem mais adulto e sombrio da (celebrada, mas agora cancelada) série Justiça Jovem (“Young Justice”) da concorrente DC/Warner. Relevando entretanto o lado às vezes exageradamente cômico da série, “Ultimate Spider-Man” pode ser apreciada também por adultos e fãs de quadrinhos em geral. A mensagem por detrás do humor é, quase sempre, positiva, especialmente para crianças, à medida que a série acompanha os dilemas de Peter Parker para adaptar-se ao seu novo grupo de supercolegas ao mesmo tempo que procura se manter próximo dos seus amigos de infância Harry e Mary Jane e tomar sempre a decisão certa em situações onde nem sempre é claro qual é a decisão certa a se tomar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s