Crítica: As Aventuras de Tintim

No último final de semana, finalmente consegui assistir à animação As Aventuras de Tintim (que estreou dia 20 de janeiro e que eu, sabe-se lá por qual motivo, cismei que estreava dia 27 – daí o atraso em vê-lo). O longa-metragem adapta duas HQs do personagem, criado pelo cartunista belga Hergé em 1929: O Segredo do Licorne e O Tesouro de Rackham, o Terrível. Sem ter qualquer contato com as HQs originais (ok, podem me apedrejar por isso) pensei que me faltariam referências para fazer uma boa crítica ao filme, mas um amigo que convenceu que a isenção também é importante, pois pode-se imprimir um olhar leigo sobre a produção, sem qualquer influência anterior.

Tintim descobre um enigma oculto no modelo do navio

Na trama, Tintim compra, numa feira de antiguidades, uma miniatura de um navio que havia pertencido ao Capitão Hadoque. Tão logo adquire a peça, ela já começa a ser disputada por outros dois compradores, o que desperta a curiosidade jornalística do jovem repórter sobre a importância da peça. Não tarda para que o apartamento de Tintim seja invadido e o navio seja roubado. O que os ladrões não sabiam é que, por acidente, uma cápsula com um enigma acaba caindo do modelo antes que ele seja levado. Tintim descobre, então, que este enigma é composto de três partes, ocultas em outras réplicas idênticas do navio.

Capitão Haddock é a chave do enigma

Assim, o jovem parte pelo mundo em busca dos outros dois navios, se metendo nas mais perigosas aventuras para resgatar as partes que faltam do enigma e, assim, chegar a um tesouro inestimável. Para isso, ele conta com a ajuda de seu inseparável cãozinho Milu, de Haddock, descendente do primeiro Hadoque e, teoricamente, o único capaz de decifrar o enigma (mas cuja memória é prejudicada pelo vício em álcool) e dos policiais Dupond e Dupont.

Por terra, mar e ar, Tintim vai à caça de aventuras

Os puristas criticaram a decisão dos produtores em fazer uma animação em 3D do personagem (aqui falando no estilo de animação, não no efeito) ao invés de optar por fazer um desenho tradicional, mas tudo não passou de um medo infundado. O sempre competente Peter Jackson (que já nos brindou com obras-primas como King Kong e a trilogia do Senhor dos Anéis), unido ao lendário Steven Spielberg tentou imprimir ao personagem um ar mais realista, mas sem perder o carisma de sua mídia original, que são as histórias em quadrinhos. Assim, a animação 3D se mostrou a escolha mais acertada, com a técnica de captação de movimentos. Jamie Bell interpreta o protagonista.

O cãozinho Milu: mais esperto que os humanos

O filme tem elementos que divertem o público infantil – como as trapalhadas de Dupond e Dupont e as absurdas investidas de Milu, que se mostra muito mais hábil e inteligente que os seres humanos – bem como o público adulto, nas cenas de ação, que parecem sequências da quadrilogia de Indiana Jones – ou o inverso, já que Tintim veio primeiro. Spielberg explica.

Realismo como se vê nos jornais

Numa perfeita fusão entre ação, humor, suspense e ficção, a produção tem também várias cenas inverossímeis, como o fato de Tintim ter uma única bala na sua arma – sim, ele é politicamente incorreto – e acertar um alvo em movimento com precisão milimétrica. Mas quem liga pra isso? Estamos falando de um desenho animado de um personagem de quadrinhos!

Edição especial da Cia. das Letras com as duas HQs que inspiraram o filme

Certamente o diretor deve ter colocado uma série de referências aos quadrinhos clássicos de Tintim, mas que passaram despercebidas a este crítico, que nunca leu nenhum material do personagem. O que sei, baseado em outras críticas que já li, é que a sequência de abertura traz cenas de todos os álbuns do jovem repórter, o que, por si só, já é motivo para alegrar todos os fãs.

Porém, como leigo no assunto, posso dizer que o filme me motivou a ler o material original. E, como o gancho no final do filme dá margem a uma continuação – que certamente virá e será muito bem vinda – Tintim ainda manterá sua juventude e entusiasmo por muito tempo. E seu topete também!

Cotação: 

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s