Crítica: Glee 3D – O Filme

A série Glee representa, nos dias de hoje, o que Fama representou nos anos 80, mas com uma diferença básica: enquanto esta última mostrava um grupo de jovens com diversos talentos querendo ingressar numa escola de artes, Glee tem o foco na performance vocal de seus astros. A roupagem nova que os atores deram para grandes sucessos da música pop transformou a série num dos maiores sucessos dos últimos tempos, rendendo 17 CDs em apenas dois anos, arrebatando dois discos de platina e dois de ouro e fazendo com que os atores realizassem diversos shows por todo país numa turnê que atraiu milhares de fãs.

Nunca deixe de acreditar

É exatamente sobre essa turnê que Glee 3D – O Filme trata. Seguindo a tendência de trazer shows musicais em 3D para as telas de cinema – já foram feitos filmes sobre o grupo U2, Jonas Brothers, Michael Jackson e Justin Bieber – o filme mostra cenas de bastidores da turnê, com depoimentos dos artistas e do público, intercalando com canções como Don’t Stop Believin’, Raise Your Glass, Firework, I Wanna Hold Your Hand, Teenage Dream e Loser Like Me, entre as 23 músicas do show. Para quem não é familiarizado com a série, ir ao cinema para ver um show musical pode parecer um tanto estranho, mas Glee tem o mérito de ser bem mais do que isso.

Who's Bad?

Primeiramente pelo próprio conceito da série, que traz à tona uma discussão sobre as diferenças sociais e como as pessoas devem lidar com seus preconceitos. Em Glee, há a menina gordinha e negra, o rapaz feio e paralítico, o gay afeminado, a patricinha exibida, o atleta mau caráter, a oriental… todos eles encontram seu lugar no grupo de canto e mostram que, apesar dos “defeitos”, são seres humanos com as mesmas capacidades e sonhos daqueles que se acham “normais”.

I Wanna Hold Your Hand

Seguindo essa premissa, as câmeras saem dos artistas e mostram os excluídos da vida real. Dos vários depoimentos, três se destacam e ocupam boa parte do filme: o da cheerleader anã que, apesar da sua baixa estatura – e principalmente por causa dela – se destaca no grupo mais do que as outras; o rapaz gay que escondia sua condição sexual e escrevia tudo num diário até que este foi encontrado e divulgado na escola toda e a jovem que possui uma doença que a faz engordar e, por conta disso, é discriminada e entra em depressão.

Ninguém é perfeito

A série, ao colocar em evidência todas essas diferenças (os atores, em determinado momento, vestem camisetas com dizeres como “Sem curvas”, “gosto de meninos”, “Quatro olhos”, “não sei dançar”, “libanesa” entre outros), faz com que o público se enxergue em algum personagem e, com isso, perceba que também pode ser um vencedor. Basta que cada um se aceite como é.

Musicais capricham no 3D

As músicas, intercaladas com os depoimentos, não são aleatórias: elas trazem uma mensagem dentro do contexto daquilo que foi exposto e que fica melhor compreendido pelo fato de todas as canções serem legendadas. O único inconveniente é que, ao ler as legendas, perde-se um pouco das performances dos cantores em 3D – justamente a essência do filme, que é trazer para o público a sensação de estar no palco. Nestas cenas, a tridimensionalidade é caprichada, com efeitos que destacam bem os cantores. A música Fireworks, por exemplo, interpretada por Lea Michele (Rachel) é um verdadeiro espetáculo visual.

Fique parado, se puder!

Não se engane: Glee 3D é um filme feito para fãs da série. Mas dificilmente o espectador comum vai resistir a, pelo menos, balançar o pé na hora das músicas. E não saia da sala antes dos créditos, sob o risco de perder o momento “Ownnnn ti fofo” do filme.

* O autor deste texto assistiu Glee 3D – O Filme a convite da Twentieth Century Fox Film numa exibição exclusiva para a imprensa. O filme estreia no próximo dia 16 de setembro, em todo Brasil.

Cotação: 

 

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s