Nova animação dos ThunderCats mantém o nível de sua antecessora

Estreou na última sexta-feira, pelo Cartoon Network, a nova animação dos ThunderCats, que resgata os personagens que fizeram enorme sucesso nos anos 80. Embora seja uma produção americana dos estúdios Rankin/Bass, os ThunderCats originais tiveram seu design feito por uma equipe japonesa, o Studio Ghibli, de onde vem o visual de cabelos espetados e olhos grandes dos personagens. A nova animação mantém essa parceria EUA/Japão, sendo produzida pela Warner Bros. em conjunto com o Studio4ºC, que acentuou ainda mais o visual nipônico dos personagens, com um design anime que enfureceu os fãs puristas.

Aham, Claudus, senta lá no trono.

No entanto, a produção não deixa nada a dever à sua antecessora. Pelo contrário, ela só acrescenta à mitologia dos personagens, visto que os primeiros dois episódios (a estreia exibiu um episódio duplo) mostra os gatos ainda vivendo em Thundera, seu planeta natal, diferente da animação oitentista, em que o planeta havia sido destruído e os ThunderCats eram os únicos sobreviventes. Graças ao governo do rei Claudus, Thundera vive um tempo de paz em que o povo gato reina supremo sobre todas as outras espécies animais do planeta. Sucessor do trono, o displicente príncipe Lion-O sai às ruas e percebe que o povo gato, na verdade, impõe sua soberania sobre os outros à força, algo que o incomoda e que ele não considera justo. Logo de cara, o rapaz se mete em encrencas por conta disso e é salvo por uma jovem misteriosa chamada Cheetara.

Justiça, Verdade, Honra e Lealdade entre os amigos

Lion-O é fascinado pela tecnologia. Já seu pai, Claudus, só confia nas suas habilidades de luta e, claro, no poder da Espada Justiceira, que ele deve repassar para seu filho mais jovem – tarefa difícil, pois ele se mostra bastante desinteressado em aprender as coisas do reino, bem diferente do seu irmão mais velho, Tygra, mais ligado ao pai e com a cabeça no lugar. Jaga é o sacerdote conselheiro do trono e Snarf, é o bichinho de estimação. Nesta nova versão, ele não fala, só mia seu “snarf, snarf” o tempo todo. Já Wilykat e Wilykit são duas crianças arteiras que ganham a vida tapeando e saqueando os comerciantes desavisados.

Grune (segundo, à partir da direita) trai seu povo

Quando vê que dois membros do povo lagarto foram feitos escravos e estão sendo cruelmente explorados, Lion-O se revolta e pede que sejam libertados, pois, como herdeiro do trono, considera que o primeiro passo para ser um bom rei é agir com justiça com quem quer que seja. Meio a contragosto, seu pai acata a decisão do jovem mas, no dia seguinte, o palácio sofre uma invasão orquestrada pelo maléfico Escamoso. Ele consegue invadir a fortaleza dos gatos com a ajuda de Grune, um antigo amigo do rei, que retornou de uma missão traiu sua raça, aliando-se aos inimigos. Grune diz a Claudus que Panthro morreu em batalha, mas provavelmente isso não é verdade. Resta aguardar os próximos episódios para que o mais habilidoso dos ThunderCats reapareça e junte-se ao grupo.

Visão além do alcance

Pegos desprevenidos, o exército do rei Claudus não consegue impedir a invasão dos lagartos e a destruição da fortaleza, principalmente porque os vilões contam com a ajuda do poderoso Mumm-Ra, que havia sido aprisionado pelo poder da Espada Justiceira e foi libertado. Cabe a Lion-O encontrar o valor em si mesmo, libertar sua raça e descobrir o poder oculto da espada. Evidentemente, ele não estará sozinho nessa missão de liderar o povo gato. Se Thundera será destruído e os gatos fugirão para outro planeta, ainda é cedo para dizer. O que pode-se perceber é que a nova animação dos ThunderCats, deixando de lado a nostalgia e o saldosismo, é uma produção muito bem feita e não deixa nada a dever à sua antecessora.

Wilykat e Wilykit continuam peraltas

Claro que a série não é perfeita: falta uma trilha sonora empolgante, que saiba dosar os momentos dramáticos e com as cenas de ação e de suspense, algo que a série original fazia primorosamente. Impossível pensar em ThunderCats sem lembrar do eletrizante tema de abertura. Esta nova versão dos Gatos do Trovão ficou devendo. No entanto, os fãs antigos vão vibrar quando Lion-O dá seu grito de guerra, com direito à mesma coreografia que ele executava na animação anterior! Dá vontade de gritar junto! ThunderCats está apenas começando, mas os dois primeiros episódios exibidos já mostraram que a produção é caprichada e que os produtores souberam atualizar os personagens para o novo século sem desrespeitar a versão antiga. ThunderCats, HOOOOOOOO!

Thundercats, Ho!

ThunderCats é exibido às sextas-feiras, às 19h (EUA) pelo Cartoon Network. Por enquanto, não há previsão de estreia no Brasil.

Relembre o eletrizante tema de abertura da série clássica:

Anúncios

2 comentários

  1. Parece que você só assistiu um episódio.
    Assista mais para poder fazer uma crítica.
    Thundera será destruída e o grupo serão os únicos sobreviventes dos gatos, assim como original. As maiores mudanças foram visuais, melhoram o enredo, mas não mudaram tanto.
    Achei menos infantil que o antigo.

    • Matthaeus
      Se você ver a data da postagem, ela é de 2 de agosto de 2011, quando a série tinha acabado de estrear nos Estados Unidos. Portanto, sim, eu só tinha visto um episódio. A crítica foi feita antes do desenho estrear no Brasil, justamente para dar o “gostinho” ao público brasileiro do que seria o novo desenho. Agora a primeira temporada terminou, com 26 episódios, de fato aconteceu tudo isso que você falou, mas antes não tinha como saber. Discordo quando disse que o desenho é menos infantil. O episódio dos Berbils é de uma infantilidade única e consegue ser pior que o da série antiga. Aqueles episódios em que os gatos encontram a tribo de elefantes também são bem bobinhos. Divertidos, mas pra crianças. Por sinal, o desenho se infantilizou bastante neste ano, depois que voltou das “férias” de final de ano, e deram uma boa “aliviada” na violência da série, talvez para, justamente, atingir o público com menor faixa etária. Abração!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s