Tudo azul com os Smurfs

Convidados pela distribuidora Sony Pictures para uma exibição exclusiva para profissionais da imprensa do filme Os Smurfs, que estreia no Brasil no próximo dia 5 de agosto, trazemos as nossas impressões. Não sabe quem são os Smurfs? Então, primeiro clique aqui e tenha mais informações sobre esses simpáticos anõezinhos azuis.

Ohhhh!! Cogumelos gigantes!!

Abrimos parênteses para destacar que o cinema escolhido para a cabine dos jornalistas foi o Cinemark XD, do Shopping Market Place, na zona sul de São Paulo, o que proporcionou uma experiência fora do comum para este repórter que vos escreve. A tela gigantesca, que ocupa toda a parede da sala quase nos fazia entrar dentro do filme e isso ainda era potencializado pelo efeito 3-D, de modo que chegava até a dar certa vertigem em determinadas cenas mais movimentadas. Quem ainda não conhece a sala, deveria experimentar. Agora vamos à crítica do filme.

"Eu odeio perder a característica"

Quando surgiram as primeiras informações de que seria feito um live action com os Smurfs e que este filme se passaria no mundo real e não na floresta de cogumelos onde eles vivem, o grupo do não vi e não gostei começou a bombar os fóruns de Internet expressando seu desacordo com a ideia, afirmando que o filme descaracterizaria os personagens. No entanto, a produtora seguiu em frente com o projeto do jeito que ele havia sido idealizado e o resultado, finalmente, chega às telas. O filme começa com uma narração – que depois descobrimos ser do Smurf Narrador, que adora contar histórias com sua voz de locutor – explicando quem são os Smurfs: criaturas azuis, do altura de três maçãs empilhadas, que vivem numa floresta, morando em uma vila de cogumelos.

Desastrado, presente!

Os Smurfs estão ensaiando para o Festival da Lua Azul, um evento raro de acontecer, motivo pelo qual merece uma grande festa. Enquanto isso, Papai Smurf vê, na fumaça de uma de suas poções, uma imagem do futuro, com o mago Gargamel (Hank Azaria) capturando seus Smurfs e fica preocupado porque as profecias sempre se realizam. Mas a aldeia dos Smurfs é oculta por magia e só com muito azar o mago malvado conseguiria encontrá-la… ou algum acidente provocado pelo Smurf Desastrado, claro. Com o “dom” de causar confusão, Desastrado involuntariamente atrai Gargamel e seu gato Cruel para a vila, forçando os anõezinhos a fugirem pela floresta.

Gargamel quer capturar os Smurfs

Nesse corre-corre, Desastrado, Ranzinza, Gênio, Smurfette, Arrojado e Papai Smurf atravessam um portal mágico que só se abre na noite da Lua Azul e vêm parar em nosso mundo. Eles só não esperavam que Gargamel e Cruel também atravessassem o portal e passassem a persegui-los num ambiente totalmente estranho para eles. A partir daí, começam as situações engraçadíssimas, na qual os seres azuis tentam passar despercebidos numa metrópole como Nova York enquanto não descobrem um meio de voltar para casa.

Como não amar essa criaturinha fofa?

Desconhecendo nosso agitado modo de vida, os Smurfs se envolvem com o casal Patrick e Grace Winslow (Neil Patrick Harris e Jayma Mays). Patrick é um recém-admitido gerente de marketing da empresa de cosméticos Anjelou que, para manter seu emprego, tem que desenvolver uma campanha bombástica para a empresa em um prazo curtíssimo. Ao mesmo tempo em que é cobrado pela sua exigente diretora Odile (Sofia Vergara), ele ainda tem que lidar com a insegurança de ser pai pela primeira vez (sua esposa está grávida) e, para piorar, tem que ajudar meia-dúzia de seres azuis que aparecem em seu apartamento a reabrir o portal mágico e voltar para casa.

Alguém está prestes a levar um chute...

O filme faz uma série de referências à cor dos Smurfs: seja com um anúncio dos Homens Azuis da companhia telefônica Tim, uma propaganda de Blu-ray ou um recipiente cheio de M&M’s o azul sempre está em evidência. Além disso, os roteiristas também brincaram com o criador dos personagens, o cartunista Peyo, citado como um grande mago, cujo “livro de magia” (que nada mais é do que o álbum de estreia dos Smurfs, lançado em 1958) contém a combinação mágica de ingredientes para fazer a lua ficar azul e reabrir o portal.

Hora do show!!

Os Smurfs é um filme dinâmico, repleto de ação e tiradas divertidas, com efeitos especiais tão realistas que dão a impressão que você vai encontrar um Smurf andando embaixo da cadeira do cinema. Destaque para a “interpretação” do gato Cruel, que garante boas risadas. O filme certamente vai agradar as crianças neste final de férias, mas quem gostará mais serão os pais, que poderão reviver bons momentos de sua própria infância – sem medo dos personagens terem perdido seu encanto como previam os pessimistas.

Cruel tem expressões humanas. Hilário!

Cotação: ****

Anúncios

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s