SBT 29 anos

Hoje, dia 19 de Agosto, o SBT faz 29 anos. Aproveito a oportunidade para fazer uma postagem dos melhores momentos da “TV mais feliz do Brasil” segundo minhas memórias, uma vez que acompanhei a assinatura da concessão pelo mestre Sílvio Santos. Aliás, o SBT tem o mérito de ser a primeira TV a transmitir o momento da sua própria concessão. Ao longo desses anos, o SBT se estabeleceu como uma emissora popular e conquistou a preferência das classes mais baixas, fato que a colocou na vice-liderança no Ibope, ameaçando a hegemonia da toda-poderosa Rede Globo.

Marco: haja lenço de papel!

Dentre os primeiros programas exibidos pela então TVS (numa clara menção ao dono da emissora, Sílvio Santos) estão os desenhos Marco e Heidi. Duas produções japonesas, Marco conta a história do menino que parte sozinho (cadê o Conselho Tutelar?!?) da Itália até a Argentina em busca de sua mãe, que veio para a América em busca de trabalho. O pequeno viajante passa os 52 episódios tentando achar sua mãe e, não raras vezes, está mais próximo dela do que imagina, mas ou não percebe, ou perde a oportunidade de encontrá-la por causa de algum acontecimento que o atrapalha. O tom dramático e sofredor do desenho fez com que muitas lágrimas fossem derramadas enquanto se torcia pelo protagonista. E a musiquinha de abertura, quem lembra? “Em um porto italiano / por detrás de uma montanha / vive o nosso amigo Marco / em uma humilde casiiiiiiiinha…” Veja abaixo a abertura do desenho (em espanhol):

Heidi: clássico da literatura e do SBT

Quando Marco terminou e Sílvio Santos anunciou Heidi como sendo superior, achei exagero. Não era. Heidi é uma menina órfã que vive na Suíça e vai morar com o avô, conhecido como um homem ríspido e antissocial. No entanto, a convivência com a inocente menina prova que ele não é tão ranzinza quanto pregavam. O desenho é apaixonante e, tão logo descobri que se tratava de uma adaptação da obra da autora suíça Johanna Spyri, tratei de adquirir o livro. É um marco (ops!) do SBT que deveria ser reprisado. Aliás, ele é tão marcante que vai ganhar um post exclusivo em breve, com mais detalhes da história. Abaixo, a abertura da série com seu inesquecível tema: (também em espanhol):

A primeira novela mexicana do SBT

Uma das características da programação do SBT é a parceria com a TV Mexicana Televisa. Desde sua origem, a emissora exibe novelas mexicanas e conquistou com elas uma grande parcela de fãs. A primeira novela a ser exibida foi Os Ricos Também Choram, que consagrou a atriz Verônica Castro e, junto com ela, a desconhecida cantora Sarah Regina, responsável também pelo tema de abertura da novela “Chispita” (outro sucesso mexicano do SBT), do desenho Jem e as Hologramas e da famosa vinheta Quem procura, acha

.

Novela com gosto de seriado de aventuras

Quem lembrar desse ganha um doce

O SBT teve um núcleo brasileiro de novelas em seu início e produziu várias delas que fizeram relativo sucesso, tais como Jerônimo, A Justiça de Deus, A Força do Amor (lembram do cantor Adriano, que fez sucesso com o tema e desapareceu com a mesma rapidez?), Sombras do Passado (esta novela lançou o Luiz Ricardo, hoje garoto-propaganda do Baú da Felicidade), mas foram as novelas mexicanas que se tornaram marca da emissora. Criticadas por muitos, algumas novelas se tornaram verdadeiros clássicos, como as duas citadas acima e também: Carrossel, Quinze Anos (a primeira da hoje estrela Thalia), Alcançar uma Estrela (nesta, Ricky Martin dava seus primeiros passos como ator, após desligar-se do grupo Menudo), Vovô e Eu (protagonizada por um certo astro mirim chamado Gael Garcia Bernal), Maria do Bairro, Rebelde e outras.

Você consegue identificar esses rostinhos?

Nossos comerciais, por favor!

"The Real" Jota Silvestre (com microfone do Sílvio Santos)

Na linha de shows, vários apresentadores inesquecíveis passaram pelos estúdios do SBT: Flávio Cavalcanti, Ayrton e Lolita Rodrigues e o seu Almoço com as Estrelas, Jota Silvestre e o inesquecível O Céu é o Limite, Raul Gil, hoje de volta à casa, Moacyr Franco, com o delicioso “A Mulher é um Show”, uma espécie de precursor do programa Hebe com apresentador masculino, e Gugu Liberato em início de carreira com o impagável grito “Viva a noiteeeeeee!”

Os dois vieram do céu, mas um é ET, o outro é anjo.

As boas séries e filmes também fizeram o SBT crescer muito e botaram medo na concorrente. Das séries, o destaque vai para O Homem que veio do Céu, Super-Herói Americano, Esquadrão Classe A, V – A Batalha Final, Starman – O Homem das Estrelas, Super-Máquina, Voyagers – Os Viajantes do Tempo, Miami Vice, Carro Comando e o grande sucesso Pássaros Feridos.

Amor de padre: sucesso mundial

Rambo inaugurou o Cinema em Casa. E virou concurso no Gugu.

Quando o SBT comprou um pacotaço de filmes e estreou o Cinema em Casa, a Globo adotou uma estratégia no mínimo antiética, esticando sua novela (na época, Roque Santeiro) em até 60 minutos, para atrapalhar a programação da concorrente, mas SS não se fez de rogado e programou A Pantera Cor-De-Rosa para preencher o tempo enquanto a novela não acabava, tornando-se mais uma tradição da emissora. A estreia foi com o filme Rambo, depois veio Trovão Azul, Um Lobisomem Americano em Londres, Alligator, A História sem Fim, A Rena do Nariz Vermelho, Tuff Turf, Amor sem Fim e muitos outros.

Poderia ainda falar sobre os infantis (Bozo, Show Maravilha, Oradukapeta, Mariane, Do Re Mi Fa Sol La Simony), Jornalísticos (O Povo na TV, Aqui Agora, TJ Brasil, Documento Especial,), Humorísticos (Reapertura, A Praça é Nossa) e, claro, os inesquecíveis quadros do programa Sílvio Santos (Qual é a Música, Porta da Esperança, Show de Calouros, Ela Disse Ele Disse, O Preço Certo, Domingo no Parque, Cinderela…) mas um só post não basta. São 29 anos de história e só pelo que foi mostrado aqui, já dá pra perceber que o SBT tem muita história vivida e ainda por viver.

Campeão de audiência no coração

A verdade é que Sílvio Santos é um gênio da comunicação e exemplo de honestidade e trabalho. Sabe, como ninguém, como vender um produto, seja ele uma capinha de título de eleitor (seu primeiro item vendido como camelô), seja um carnê de mercadorias, seja um programa de TV. Por sua credibilidade, o SBT chega aos 29 anos com o vigor de um jovem adolescente. Pode ser chamado de “popularesco” por alguns, mas a emissora tem algo que as outras não têm: o sentimento de família envolvendo seus contratados. Falo isso por experiência própria, pois já tive contato com várias pessoas que lá trabalham e que passaram essa impressão. Eu alimento o sonho de, algum dia, também fazer parte dessa família que é a mais feliz do Brasil e, com sua programação, também fez os meus dias mais felizes. Parabéns, SBT!

Visite o novo site do SBT, inaugurado hoje, com visual moderno e vídeos exclusivos.

Visite também a página dedicada ao mestre Sílvio Santos.

Anúncios

11 comentários

  1. AMO TODOS OS PROGAMAS DO SBT SOU FÃ DEMAIS DO MEU LINDO GENIO QUE AMO MSM SEM CONHECELO E ACHO NUNCA VOU TER ESSA ALEGRIA MAS JA ESTOU FELIZ POR ELEL EXISTIR E FAZER TANTOS PROGRESSOS E A FELICIDADE DE MUITAS MILHARES DE PESSOAS NO MUNDO AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO VC SILVIO SANTOS DESEJO QUE VC VIVA POR MAIS 30 ANOS COM MUITA SAUDE E VENDO SEU PROGRESSO CADA VEZ MAIS AMO VC DE CORAÇÃO SOU TÃO SUA FÃ QUE SOU CORINTHIANA COMO VC TORCE PRA ELELS TBM PASSEI A GOSTAR RSRSR ISSO É AMOR . CARINHO TENHO MUITO CARINHO POR VC.IMENSO MARAVILHOSO APRESENTADOR .DOUTOR EU NÃO ME ENGANO ME COLOCARAM UM CORAÇÃO CORINTHIANO SRSRRS . SAÚDE E PAZ PRA VC SILVO SANTOS

  2. VOCÊ É SEM DUVIDAS UM DOS MELHORES APRESENTADORES DE PROGAMA DE TV DO BRASIL SILVO AMO VC SOU SUA FÃ .SEMPREEEEE PARABÉNS POR SEU SUCESSO “”””””””””””” O MERITO É TODO SEU BEIJOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS DA SUA FÃ DE HOJE E SEMPRE

    • Telmo, a novela “A Leoa” e, de fato, da mesma época que “Os Ricos também choram” (ambas estrearam em 1982), mas você se equivocou ao dizer que as duas têm a mesma atriz principal. Verônica Castro estrelou “Os Ricos…”, novela mexicana, enquanto que “A Leoa” é produção brasileira e teve como protagonista a atriz Maria Estela, conforme mostra esse vídeo da abertura da novela (http://www.youtube.com/watch?v=U42NvHqP52o). Como o texto original da novela “A Leoa” é da mexicana Marisa Garrido, pode ser que Verônica tenha protagonizado essa novela por lá (infelizmente não tenho essa informação), mas aqui no Brasil só foi exibida a versão nacional mesmo. Obrigado pela sua mensagem e por lembrar dessa novela, que me trouxe boas lembranças (eu não perdia um capítulo).

  3. Adoro os programas do Sr. Silvio Santos. Mais adoraria se a emissora voltasse a passar a históra da Heidi, adorava ficar assistindo essa linda história…é que passa tanta besteira na tv. que tem hora que agente não tem o que ver…e a história da Heidi é maravilhosa…volta, vai…
    .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s