Top 10 – Pixar

Após uma espera que parecia interminável, estreia hoje, em circuito nacional, a animação Toy Story 3, em versão tradicional e 3-D. A história do cowboy Woddy, do astronauta Buzz Lightyear e seus amigos brinquedos – a grande maioria velhos conhecidos do público adulto que, certamente, brincou com um deles em sua infância – chega num momento crítico: quando a infância chega ao fim e os brinquedos são deixados de lado. Ao ingressar na faculdade, o garoto Andy coloca seus brinquedos velhos numa caixa e doa todos para uma creche.

Woddy não parece estar gostando nadinha da casa nova

A chegada na creche, o encontro com os novos brinquedos e o modo como eles lidam com o novo ambiente promete muitas confusões e gargalhadas. Toy Story foi o primeiro desenho animado totalmente em computação gráfica, lançado pela Pixar em 1995. Há quem diga que o pioneirismo de fazer um desenho utilizando 100% de recursos gráficos pertence ao brasileiro Cassiopéia (escrito com acento para preservar a grafia original, mas pela nova ortografia esse acento não existe mais), mas como Toy Story estreou alguns meses antes, mantém-se essa data como referência.

Primeiramente uma empresa independente e depois comprada pela Walt Disney Company, a Pixar se tornou sinônimo de animações bem feitas, inteligentes e de excelente qualidade visual ao longo desses 15 anos e serviu como fonte de inspiração para as animações que surgiriam nos anos seguintes. A seguir, listamos 10 dos melhores momentos desta produtora que, caso ainda não tenham sido vistos, merecem uma passadinha urgente na locadora mais próxima sob o risco de perder a oportunidade de passar momentos inesquecíveis diante da TV. (Nem é preciso dizer que Toy Story 3 é obrigatório, né? Assim que tivermos oportunidade de vê-lo, comentamos aqui.)

Se eu estivesse nessa redoma, também ia querer sair.

Knick-Knack (1989): Os curtas da Pixar se tornaram um espetáculo à parte na exibição dos filmes principais. É como um aperitivo antes do jantar. Este mostra as peripécias de um boneco de neve daqueles enfeites com água dentro e neve artificial que deseja sair de seu “mundinho” e curtir um solzinho fora da redoma de vidro que o envolve.

Aparência é fundamental?

For The Birds (2000): Um grupo de pássarinhos azuis num fio elétrico encontram um outro pássaro um tanto quanto diferente. Uma releitura da história do Patinho Feio, onde a principal lição é o respeito pelas diferenças.

Sulley: "Acho que está um pouco apertado aqui"

Mike’s New Car (2002): Uma extensão do filme Monstros S.A., onde o “zoiudinho” Mike compra um novo carro cheio de aparatos e vai correndo chamar o amigo Sulley pra dar uma volta. Porém, como ele vai perceber, entender todos aqueles botões não é algo tão simples. Hilário!

Olha um... um... como é o nome disso mesmo?

Procurando Nemo (2003): Nemo é um peixe-palhaço que deseja conhecer o que há além do trecho do mar que ele conhece e, nessa busca, se perde de seu pai. Enquanto procura o filho, o pai de Nemo conhece a impagável peixinha Dori, que tem distúrbios de memória e vive esquecendo as coisas. Dori rouba todas as cenas em que aparece e se torna a personagem mais importante do filme, no final das contas.

Família heroica

Os Incríveis (2004): Uma família de super-heróis a la Quarteto Fantástico (é inevitável a comparação do Sr. Incrível com o Coisa, da Mulher-Elástico com o Sr. Fantástico, da jovem Violeta com a Mulher Invisível e até o bebê Zezé com o Tocha Humana) vive em um mundo que heroismo é proibido, pois causam mais destruição do que salvamento. Mas a vida “normal” pode ser um tanto quanto entediante para quem está acostumado a aventuras e o surgimento de um novo vilão obriga a família a voltar à ação. A bola da vez é Edna Moda, a estilista dos super-heróis, com suas tiradas sarcásticas sobre os uniformes.

Um chef um tanto quanto incomum

Ratatouille (2007): Só de imaginar um rato num restaurante já dá até arrepios. Mas e se esse rato for o chef de cozinha? Essa brincadeira é levada ao extremo quando um ratinho com olfato superapurado tem que ajudar um chef fracassado a manter seu emprego e recuperar a freguesia de um restaurante decadente em Paris. Uh-la-lá! Très-chic!

"Pra que serve esse botão aqui, papai?"

Lifted (2007): Aliens chegam à terra e tentam abduzir um ser humano. Tentam é a palavra certa, porque quem opera os controles é um ET adolescente que não tem muita experiência, mas que deseja provar que é capaz. Aí, já viu! As risadas vão chegar na estratosfera!

Sem cenoura, sem mágica! E vice-versa!

Presto! (2008): Um simpático coelhinho se recusa a participar do número da cartola se o mágico não lhe der uma cenoura. Só que ele decide fazer isso na hora do espetáculo, com o mágico no palco. As confusões que essa rebeldia provoca é a sacada de gênio do curta.


Uma viagem de sonhos

Wall-E (2008): Aparentemente o mais desinteressante dos filmes, onde nada chama a atenção: um robozinho é o último sobrevivente da Terra no futuro e gasta seus dias a recolher o lixo deixado pelos seres humanos, tendo como companheira, uma barata. ECA! Mas não se engane: esse enredo sem graça esconde uma história fantástica e um personagem apaixonante. Impossível não suspirar ao ver o robozinho viajando pelo espaço e tentando tocar as estrelas ou correndo atrás da sua Eeeeeeeeeeee-vaaaaaaaaaaaa!

Paciência, Sr. Fredricksen!!

Up! Altas Aventuras (2009): Um velho resmungão e um escoteiro pentelho em busca de medalhas. O cruzamento dos dois não poderia dar um relacionamento mais conturbado… e é exatamente aí que reside a diversão! Principalmente quando uma criança tem contato com a experiência de vida de um homem idoso e este mesmo idoso redescobre a alegria de viver ao lado de uma criança. Uma lição pra guardar e transmitir a todos!

Para os próximos anos, a Pixar promete Carros 2 e Monstros S.A. 2, intercalados com uma produção nova, Brave. Esperamos que as continuações mantenham o nível de seus originais e não sejam o prenúncio de uma crise criativa na produtora. Se levarmos em conta o nível de Toy Story 2 e 3, isso está longe de acontecer. Em se tratando de Pixar, podemos esperar coisa boa, sempre.

Anúncios

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s