Kick-Ass detona nos cinemas

Na próxima sexta-feira, dia 11, estreia em circuito nacional Kick-Ass – Quebrando Tudo, filme baseado na HQ homônima de Mark Millar e John Romita Jr.. A história em quadrinhos foi publicada sem periodicidade definida, entre abril de 2008 e março de 2010 e quem já teve a oportunidade de ler verá no cinema uma adaptação fidelíssima, em todos os detalhes. Porém, diferente dos estilos adotados em Sin City (2005) e Watchmen (2009), em que os diretores reproduziram as imagens dos quadrinhos na tela, Kick-Ass segue seu próprio ritmo. Um ritmo alucinante, diga-se de passagem. A ação é ininterrupta, como numa história em quadrinhos, em que os fatos vão se sucedendo rapidamente, mas sem que o espectador perca o rumo da história.

Os nerds nunca saem de férias

A premissa é simples: Dave Lizewski (Aaron Johnson) é um adolescente comum – nem o gênio da sala, nem o aluno mais problemático – que adora quadrinhos, é impopular com as garotas e gasta seu tempo vendo sites eróticos na Internet e exercitando a libido (é necessário explicar a expressão?) com a professora de seios volumosos. Conversando com seus amigos também fãs de super-heróis, Dave questiona o fato de nunca ninguém ter pensado em vestir uma roupa colante e colorida e sair pela cidade combatendo o crime na vida real. Ele compra uma roupa pela Internet e resolve ser o primeiro a fazer isso, criando um perfil no My Space para receber os pedidos de ajuda. Tudo ia muito bem enquanto as maiores ameaças eram gatinhos desaparecidos, mas a situação se complica quando ele é obrigado a enfrentar criminosos de verdade.

Não se metam comigo!

Uma de suas lutas é filmada e as imagens vão parar no You Tube, fazendo com que o jovem herói se torne uma celebridade instantânea. Um parêntese: esse vídeo no You Tube foi realmente disponibilizado antes da HQ estrear, como uma estratégia de marketing dos autores e causou um grande rebuliço na época, pois muita gente chegou a pensar que era real. O vídeo chama a atenção de Frank D’Amico (Mark Strong), um empresário corrupto que controla o crime na cidade e Kick-Ass vai parar em sua lista negra. Ao mesmo tempo, serve de inspiração para que surjam outros vigilantes, como Big Daddy (Nicholas Cage, inexpressivo como sempre), Hit Girl (Chloe Moretz) e Red Mist (Christopher Mintz-Plasse).

Menina boazinha!!

O filme brinca o tempo todo com os clichês das histórias em quadrinhos, como por exemplo, o rapaz tentar manter uma identidade secreta mas ser facilmente localizado pelo endereço I.P. de seu site. A metalinguagem – um filme baseado em HQ que, por sua vez, fala sobre outras HQs – é que o torna tudo extremamente divertido. A película talvez peque pelo excesso de violência e palavrões, o que fez com que tivesse classificação R (não recomendado para menores), mas isso só o torna ainda mais fiel à sua fonte, que também é recheada de cenas pesadas e violentas. Contudo, nada é gratuito e tudo é muito bem amarrado.

Vai encarar?

Mesmo com toda essa fidelidade, o final foi mudado, talvez porque quando o filme foi finalizado a HQ ainda não tinha sido. Na verdade, os estúdios cinematográficos já tinham decidido fazer o filme de Kick-Ass antes mesmo de Millar lançar o primeiro número de sua revista. Mesmo assim, o final não difere tanto da HQ e apenas foi criado um clima mais “super-heroico” para que o protagonista tivesse um happy end, bem típico das adaptações cinematográficas. O público que leu a HQ pode ter certeza de sair do cinema satisfeito e aqueles que não leram dificilmente vão se decepcionar com a história.

A HQ que a Panini pretende lançar

Kick-Ass joga por terra a teoria de que quadrinhos são coisa de criança e que “quadrinhos adultos” têm que ser eróticos. É possível fazer uma HQ adulta de qualidade que até use esses subterfúgios, mas de forma dosada, prendendo-se mais a um roteiro inteligente e personagens que poderiam ser qualquer um de nós. Afinal, quem nunca sonhou em ter um superpoder legal que pudesse impressionar as garotas e conquistar fama e popularidade, atire a primeira pedra…

Ah, a Panini prometeu lançar a série encadernada para acompanhar o lançamento do filme. Como o filme estreia nesta sexta e por enquanto a editora não anunciou mais nada, vamos ter que esperar mais um pouco para ter em mãos essa HQ.

Cotação: ****

Em tempo: Enquanto estávamos fazendo este texto, a Warner divulgou a primeira imagem promocional do filme do Lanterna Verde, que estreia em 2011. Ela não revela nada demais, mas nos deixa na expectativa da chegada do Gladiador Esmeralda nas telonas. Com vocês, com uma quase exclusividade (uma vez que o site Cinema em Cena publicou primeiro)… o pôster promocional de Lanterna Verde!!

Vem aí...

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s