Heróis Bacanas: Nova

Começando uma série de artigos que tem o objetivo de resgatar coisas legais (personagens, filmes, seriados, brinquedos) que fizeram sucesso há alguns anos, inauguro com um herói muito bacana que foi bastante popular no final dos anos 70 e hoje é praticamente desconhecido pelos leitores mais novos: Nova.

O herói lembra, em muitos detalhes, o Homem-Aranha. É um típico adolescente cursando o colegial, é apaixonado por uma companheira de classe e tem problemas com um colega mais forte, que vive incomodando-o pelos corredores da escola. As semelhanças com o aracnídeo terminam aqui, pois enquanto o primeiro é um gênio e vive em harmonia no lar com seus tios, o jovem Richard Rider não consegue entender aritmética e vive discutindo com o irmão mais novo, esse sim um gênio mirim, para frustração e ciúmes de Richard.

Edição de estreia

Mas é com o Lanterna Verde, da editora concorrente DC Comics, que o herói tem mais semelhanças. Seus poderes são provenientes de um oficial do exército do planeta Xandar chamado Rhomann Dey. Ao perseguir um alienígena chamado Zorr, que atacou o planeta Xandar, o centurião é mortalmente ferido em sua nave e decide transferir seus poderes para que seu sucessor desse prosseguimento à luta contra o vilão. Sem tempo para uma busca mais apurada, o oficial envia sua energia aleatoriamente e esta vai atingir o jovem Richard, que se encontrava sentado numa lanchonete com seus amigos.

Com o corpo carregado de energia, o rapaz é levado para um hospital e ali é contatado telepaticamente por Rhomann Dey, que lhe explica a natureza dos poderes que acabava de receber. Em uma nova rajada de energia, Richard recebe o uniforme do centurião e assume o nome de Nova – o brilho causado pela troca de hidrogênio e gás hélio entre duas estrelas próximas. Logo, o rapaz teve que enfrentar Zorr e ocupou-o por tempo suficiente para que Rhomann Dey, num último esforço, transportasse o vilão para sua nave e o desintegrasse, morrendo com ele no processo.

Almanaque Marvel publicava suas aventuras no Brasil

Nova tem superforça, resistência acima do comum, supervelocidade e capacidade de voar tão rápido que deixa um longo rastro em seu trajeto. Uma excelente galeria de personagens coadjuvantes foi criada para suas histórias: a namorada Ginger, os amigos Bernie e “Caps” (boné, em inglês, acessório sempre usado pelo garoto), Mike Burley, o brutamontes fortão e burro, e sua namorada fútil Donna Lee. Os inimigos também são ótimos: Condor, um ambicioso mutante alado; Potencius, capaz de absorver a energia vital das pessoas que ele toca; Diamante, superforte e com cabeça tão dura quanto a pedra preciosa que lhe deu o nome; Esfinge, um poderoso e imortal sacerdote egípcio; o Corruptor, capaz de corromper a índole das pessoas com o toque e Megaman, um homem sem face.

Nova enfrentou o Homem Aranha

Em suas primeiras aventuras, Nova combateu o poderoso Thor e o Homem-Aranha, numa típica aventura de heróis que se desentendem no começo, mas depois fazem as pazes e derrotam juntos o vilão. Essas histórias mostraram que Nova, mesmo sendo novato e inexperiente, é um herói à altura dos maiores ícones da Marvel. No Brasil, a estreia de Nova aconteceu na revista Super-Heróis Marvel 1 (RGE) e depois foi transferida para o Almanaque Marvel, onde permaneceu até o cancelamento da publicação, dividindo as páginas da revista com o X-Men e a Mulher-Aranha.

Nova Vs. Thor

Com o tempo, suas aventuras foram perdendo o entusiasmo inicial e a revista americana foi cancelada no número 25 (1979). A saga do herói terminava no planeta Xandar, onde ele, juntamente com Potencius (que descobriu-se ser um xandariano com amnésia), Diamante, o Esfinge e um novo herói chamado Cometa ajudavam o planeta em uma guerra contra os Skrulls. Numa aventura do Quarteto Fantástico, a guerra foi vencida e os xandarianos, como agradecimento, devolveram o jovem à Terra, sem seus poderes, encerrando suas aventuras.

Integrante dos Novos Guerreiros

Anos depois, Richard foi procurado por um mascarado chamado Radical e jogado do alto de um prédio. Inconscientemente, o jovem começou a voar e descobriu que nunca tinha perdido seus poderes. O que Radical fez foi um ato extremo para que Richard quebrasse o bloqueio que o  impedia de usá-los. Passado o susto, Radical convidou-o a participar de um novo grupo que estava formando e ele ingressou nos Novos Guerreiros com o nome de Kid Nova e um uniforme vermelho ao invés de azul. Não demorou, porém, para que voltasse ao uniforme original.

Novo título em 1994

Durante anos, Nova atuou com os Novos Guerreiros e tornou a ganhar um título próprio em 1994 (que durou 18 edições) e em 1999 (7 edições), mas os fracos roteiros fizeram com que ele caísse no esquecimento novamente. Durante a saga “Aniquilação”, quando o Aniquilador iniciou uma onda de destruição para conquistar nosso universo, Nova se uniu aos personagens cósmicos da editora e combateu a ameaça. Para salvar o conhecimento xandariano compactado num programa chamado de “Mente Global”, Nova absorveu o arquivo para sua própria mente com a ajuda da tecnologia de Xandar.

Mais uma tentativa solo em 1999

Agora adulto, Richard Rider não vive mais na Terra, mas passou a patrulhar o espaço para defender os planetas de qualquer perigo que possa ameaçá-los. Com a Mente Global em seu cérebro dando-lhe instruções sobre como proceder contra seus inimigos, Nova ganhou um novo título em 2007, mas a série, apesar de ser muito boa, está longe de ter o charme das primeiras histórias.

Visual recente do herói

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s