Vira, vira, vira…

Acontece neste final de semana, a sexta edição da Virada Cultural, evento promovido pela Prefeitura de São Paulo com 24 horas de atrações culturais gratuitas, que vão desde shows musicais, performances de artistas, exibições cinematográficas e teatrais, exposições, atividades esportivas etc. A festa foi inspirada num evento semelhante que acontece anualmente em Paris desde 2002 e alcançou tamanho sucesso que se espalhou para outras cidades europeias como Roma e Madri e dali para o mundo. Até o Tóquio tem!

O evento tem o diferencial de ser realizado madrugada afora, proporcionando ao cidadão uma oportunidade única de apreciar os nuances que uma cidade pode proporcionar à noite. Nessas 24 horas, é montado um esquema especial de transporte, para que todos possam participar e ter como voltar para casa tranquilamente.

Falta de cidadania: lixo espalhado

Infelizmente, nem tudo é festa. Sempre existem aqueles que se esquecem que vivem em sociedade e que, por isso, não podem fazer o que bem entende, sem responsabilidades. É vergonhoso ver a quantidade de lixo jogado pelas ruas nos locais onde existe alguma atividade. É comum também encontrarmos aqueles que, para suportar as 24 horas de eventos, bebem até ficar alcoolizadas, estragando a sua festa e a de quem está ao redor. São essas mesmas pessoas as primeiras a culparem a Prefeitura por não fazer a limpeza das ruas, se esquecendo que os varredores são trabalhadores comuns e não empregados da falta de educação de poucos. Enfim, coisas de uma grande metrópole…

Para quem sabe aproveitar, os eventos são muitos. A programação completa está no site http://viradacultural.org/programacao, mas “O X da Questão” selecionou alguns eventos bem bacanas relacionados com cinema e quadrinhos. Pra começar, na Praça Roosevelt (próximo à Rua da Consolação) haverá uma Parada Cosplay, onde os fãs podem caprichar e se vestirem como seus personagens favoritos. Além disso, haverá também pintura e exposição de Toy Art (bonecos colecionáveis), mesas de RPG (jogo virtual Role Playing Game) e até mesmo uma batalha de sabres de luz para os fãs de Star Wars.

Até os cinemas pornô da região resolveram dar um tempo no erotismo para cultuar grandes clássicos. O Cine Windsor (Av. Ipiranga, 974) faz um tributo ao mais famoso dos monstros japoneses: Godzilla. A programação inclui 12 filmes, que vão desde os mais antigos, como “Godzilla, o Rei dos Monstros” (1954) até o recente Godzilla (2003) de Rolland Emmerich. Há até o clássico embate entre King Kong Vs. Godzilla (1963), para não deixar pedra sobre pedra em Tóquio. Curiosamente, o filme que abre a mostra (O Monstro do Mar Revolto, 1955) não tem a participação de Godzilla, mas é um clássico do cinema-monstro.

Godzilla é homenageado

O Cine Dom José (R. Dom José, 306) homenageia outro monstro famoso: o Lobisomem. Clássicos como Grito de Horror (1981), A Hora do Lobisomem (1985), Frankenstein encontra o Lobisomem (1943) e Um Lobisomem Americano em Londres (1981) poderão ser (re)vistos durante o final de semana. Mais suave, o Cine Arouche (Lgo. do Arouche, 426) dedica seu espaço aos grandes musicais como Cantando na Chuva (1952), O Mágico de Oz (1939), Xanadu (1980), Mary Poppins (1964) e A Noviça Rebelde (1965) entre outros.

Já o Cine Belas Artes (R. da Consolação, 2423), famoso por exibir filmes de arte que normalmente não são vistos em grande circuito, terá uma exibição de O Sabor da Melancia (2005), filme pornô taiwanês. É uma divertida brincadeira em que até mesmo os valores são “virados” do avesso.

Pornô em cinema de arte? Tá tudo virado!

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s